Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Agosto de 2020 | 16h16 - Actualizado em 08 Agosto de 2020 | 16h25

Catumbela ganha primeiro centro de acção social integrado

Catumbela - Um Centro de Acção Social Integrado, com sete salas de atendimento e uma capacidade para 300 utentes/dia, entra em funcionamento em Setembro próximo, na Praia do Bebé, município da Catumbela, para prestar serviços de saúde e justiça às comunidades vulneráveis, soube hoje, sábado, a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Construído em seis meses, o centro, vulgo “CASI’s”, compreende sete áreas específicas como gabinetes de acção social, da justiça, saúde, administração e da comunidade local.

Os valores das obras da infra-estrutura, que geraram 18 postos de trabalho temporários, não foram avançados à imprensa, sabendo-se apenas que faz parte de um projecto de âmbito nacional do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Família, no âmbito do programa de combate à fome e à pobreza.

A propósito, a directora do Gabinete Provincial da Acção Social, Família e Igualdade do Género, Leonor Fundanga, prevê que 300 pessoas/dia possam ser atendidas diariamente nas diferentes áreas do empreendimento e referiu que o número de funcionários caberá às direcções provinciais das respectivas áreas.

De acordo com a responsável, o CASI da Catumbela está já concluído, sendo o primeiro de dois projectados na província de Benguela, no intuito de realizar um trabalho de impacto social mais estruturado nas comunidades desfavorecidas.

“Será o primeiro centro a funcionar na província como experiência piloto, uma vez que o do município de Benguela, no bairro da Cambangela, ainda não está concluído”, salientou.

Com efeito, o centro irá permitir às comunidades o acesso, por exemplo, ao registo de nascimento ou à emissão do Bilhete de Identidade, para facilitar o processo de matrículas das crianças nas escolas e o apoio aos idosos.

“Muitas famílias não vão ao encontro dos serviços da Justiça porque ficam distantes”, admitiu a directora, garantindo que, depois de inaugurado, as comunidades encontrarão no CASI um serviço integrado, na vertente social, de justiça e saúde.

Outra mais-valia do centro, indicou, será o cadastramento das famílias vulneráveis para o melhor acompanhamento da sua situação social e também facilitar o acesso aos serviços sociais básicos.

Enquanto isto, o administrador comunal da Praia do Bebé, João Manuel Guilherme, avançou que será dada primazia para 442 famílias vulneráveis já cadastradas naquela localidade.

Quem também não esconde satisfação é o soba da Praia do Bebé, Daniel Ganga, que, no entanto, pede que o Governo Provincial de Benguela cumpra a promessa de abrir as portas do centro em Setembro, porque os serviços sociais previstos serão benéficos para a comunidade local.

Leia também
  • 06/08/2020 20:09:18

    Mais dois projectos reforçam investimentos do PIIM na Catumbela

    Catumbela - O saneamento básico e as vias secundárias e terciárias irão conhecer melhorias nas quatro comunas do município da Catumbela, com a execução, ainda este ano, de mais dois projectos financiados pelo Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), soube hoje, quinta-feira, a Angop.

  • 06/08/2020 12:33:12

    Falta de Iluminação "inibe" combate ao crime em bairros da Catumbela

    Catumbela - A falta de iluminação pública, associada ao mau estado dos acessos aos bairros da zona alta do município da Catumbela, está a dificultar, nos últimos dias, o combate eficaz à criminalidade na periferia, apurou hoje, quinta-feira, a Angop.

  • 06/08/2020 12:27:09

    Administrador quer adesão à campanha de registo de nascimento

    Catumbela - O administrador municipal da Catumbela, Fernando Belo, pediu hoje, quinta-feira, uma maior adesão da população à campanha de registo de nascimento e de atribuição do Bilhete de Identidade, lançada em Julho último, na comuna do Biópio.