Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

04 Abril de 2020 | 22h05 - Actualizado em 04 Abril de 2020 | 22h05

Chuva desaloja mil 778 famílias em Ndalatando

Ndalatando - A chuva registada sexta-feira na cidade de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte, durante oito horas consecutivas, provocou a destruição total de 263 residências, desalojando mil 778 famílias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o balanço do Comando provincial do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, ficaram inundadas  mil 515 residências e ruas, nalguns casos devido ao transbordo dos rios Muembeji e Catenda, interditando a circulação rodoviária, por algumas horas, na estrada nacional número 230, nesta cidade.

O comandante provincial daquela corporação, Zacarias Pedro Quinanga, em declarações, neste sábado, à imprensa, acrescentou que, no total, oito mil 902 pessoas foram afectadas pela temporal em Ndalatando.

As  zonas mais afectadas foram os bairros Ilha, Sambizanga e  Camundai.

Desde o inicio da época chuvosa, em Setembro de 2019, mais de duas mil famílias foram desalojadas pelas chuvas em vários municípios da província do Cuanza Norte.

Por sua vez, o governador do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, anunciou que estão já em preparação 250 lotes de terra para a autoconstrução dirigida e que começam a ser distribuídos a partir do mês de Maio, para o realojamento das famílias que vivem em zonas consideradas de risco, em Ndalatando.

As parcelas de terra estão a ser preparados numa área em processo de urbanização, no bairro do São Filipe, arredores desta cidade.

No âmbito do Programa Integrado de Intervenção Municipal (PIIM) serão realizadas, ainda este ano, trabalhos de desassoreamento do rio Muenbeji e de melhoria da ponte sobre o rio Catenda, para evitar os transbordos desses cursos de águas sempre que se registam chuvas intensas na região.

Leia também
  • 04/04/2020 18:00:30

    SIC apreende mais de cem caixas de peixe deteriorado

    Saurimo - Cento e cinquenta caixas de peixe deteriorado, que se destinavam para comercialização, foram apreendidas hoje, sábado, numa câmara frigorífica do bairro Verde, arredores de Saurimo, província da Lunda Sul, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).

  • 03/04/2020 15:18:31

    Centro provisório de Viana alberga mais de cem pessoas de rua

    Luanda - Cento e cinco pessoas, entre adultos e crianças que viviam na rua, estão integrados desde a passada segunda-feira, no Centro Provisório de acolhimento do Distrito Urbano do Kikuxi, no município de Viana, em Luanda, devido ao risco de contraírem a COVID-19.

  • 03/04/2020 14:06:45

    UNITA reafirma solidariedade institucional no combate do Covid-19

    Luanda - A UNITA reafirmou a sua solidariedade institucional e aprovou a criação de uma comissão de acompanhamento e prevenção à Covid-19, para apoiar os esforços das autoridades sanitárias e da sociedade, na efectivação das medidas de prevenção contra esta pandemia.