Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

04 Abril de 2020 | 10h24 - Actualizado em 04 Abril de 2020 | 13h05

COVID-19: Ministra de Estado reafirma apelo às regras sanitárias

Luanda - A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, reafirmou, neste sábado, em Luanda, a necessidade do cumprimento das regras sanitárias (lavagem das mãos, desinfestação e higienização das residências), de modo a se evitar o contágio comunitário da pandemia da Convid-19.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministra de estado para a área social, Carolina Cerqueira

Foto: Gaspar dos Santos

Na sua alocução alusiva ao Dia da Paz e Reconciliação Nacional, a governante enfatizou que o distanciamento entre as pessoas, a proibição dos contactos físicos, dos aglomerados nas ruas, nos óbitos, nas festas, nos mercados e o confinamento em casa devem ser respeitados obrigatoriamente.

Carolina Cerqueira enalteceu o esforço dos profissionais da saúde - médicos, enfermeiros, técnicos de saúde e pessoal de apoio - em cuidar daqueles que se apresentam com sintomas ou com a doença.

O enaltecimento é extensivo “aos agentes da ordem pública, militares e bombeiros, incluindo o pessoal dos serviços administrativos e da linha de apoio ao cidadão têm desenvolvido um grande esforço para manter a ordem, a segurança e a paz social através da assistência, da educação cívica e do atendimento às necessidades básicas das pessoas”.

Para a ministra, os efectivos da Polícia Nacional e das Forças Armadas Angolanas (FAA) têm dado um grande exemplo de prontidão, de civismo e de disciplina, devendo cada angolano abraçar o esforço destas instituições que, apesar de alguns percalços e incidentes, têm sabido garantir, de forma atenta e contínua, a segurança dos cidadãos nas áreas urbanas e rurais, com realce para as zonas fronteiriças, onde há grande circulação de mercadorias.

Disse que o Executivo regista com satisfação o crescente movimento de solidariedade, consubstanciado na prestação voluntária de apoio aos mais necessitados, vulneráveis e àqueles que estão em situação de risco, em particular as crianças e os idosos.

Carolina Cerqueira destacou igualmente o papel dos jornalistas nas acções de educação cívica, disseminando informações sobre as medidas de cumprimento obrigatório no âmbito do Estado de Emergência em vigor em Angola desde 27 de Março deste ano.

A ministra manifestou, no entanto, desagrado pelo facto de se notar em alguns locais a concentração de pessoas, sobretudo jovens, em desrespeito à norma de não circulação, inclusive no período nocturno, constituíndo um perigo para toda a sociedade.

Angola mantém o registo de oito casos positivos do Covid-19, dois dos quais resultaram em mortes e um recuperado.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 04/04/2020 12:55:24

    Covid-19: Comissão Interministerial esclarece campanha solidária

    Luanda - A Comissão Interministerial esclareceu hoje a opinião pública sobre a campanha solidária para angariamento de fundos com vista a ajudar no combate ao novo coronavírus no país.

  • 03/04/2020 20:28:19

    Covid-19 : Preço do álcool gel regista aumento de 225% em Março

    Luanda - O preço do frasco de 500 mililitros de álcool gel, um produto para desinfestação das mãos, chegou a ser comercializado, até finais de Março último, no valor de quatro mil e 500 kwanzas, um aumento na ordem dos 225%.

  • 03/04/2020 16:57:10

    Grupo BAI apoia combate contra Covid-19

    Luanda - Dez mil milhões, quatrocentos e trinta e seis milhões de Kwanzas foram disponibilizados pelas empresas do Grupo BAI (Banco Angolano de Investimentos, SA, a Nossa Seguros, Banco BAI Microfinanças, BAI Europa, BAI Cabo Verde), para a luta contra a pandemia COVID-19.