Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

27 Outubro de 2019 | 10h48 - Actualizado em 27 Outubro de 2019 | 10h47

Obras de escritores digitalizadas e traduzidas em 103 línguas estrangeiras

Lubango - Quatro obras literárias dos escritores huilanos foram este mês digitalizadas e traduzidas em 103 línguas estrangeiras, de modo a que sejam acessadas por mais pessoas e em vários países do mundo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Huíla: Escritores beneficiários do projecto

Foto: Morais Silva

O facto foi avançado sábado durante um encontro promovido pela Academia de Autores da Huíla (AAH), com financiamento a empresa Água Preciosa.

Trata-se de obras como “Viva com saúde alimentando-se de frutas”, de carácter científico do autor Abednego Chivinda; “O meu livro de Estórias”, da jornalista Gisela Borges; “A Coruja preta Mumwila” de Lidex Amago Solitário e “Contos do meu canto”, de Victor Alfredo Cahala que podem ser encontradas no site www.academiadeautoresdahuila.net.

A jornalista Gisela Borges manifestou-se contente em fazer parte desta academia de autores, bem como por ver publicada a sua obra literária em plataforma digital, uma vez que os internautas terão acesso ao livro com maior facilidade.

Lembrou que o seu livro de estorias é um conjunto de fábulas para as crianças, no intuito de estarem motivados em termos de valores culturais como a solidariedade, amor, perdão, dentre vários factores educativos, incentivando-as ao gosto a leitura.

O autor Abednego Chivinda considerou que a criação do site da Academia dos Autores da Huíla veio em bom momento, porque fará com que a sociedade virtual tenha oportunidade de ler de forma gratuita em qualquer hora e lugar desde que esteja ligado a internet.

Entretanto, o coordenador da Academia de Autores da Huíla, Valdemar Ribeiro, afirmou que o projecto virtual visa promover os autores locais e não só, utilizando novas ferramentas tecnológicas, deixando de usar livros em papel e passando a editar as obras em formato digital, de maneiras que possam ver publicadas no portal da Academia de Autores da Huíla e que poderão ser lidas em 103 línguas mundiais.

Considerou que com esta ferramenta os internautas venham ter interesse de acessar e baixar gratuitamente os livros em qualquer parte do mundo.

Referiu que, neste momento, a organização prevê inserir mais de 20 obras literárias de autores residentes na província da Huíla para, posteriormente, serem publicadas.

Afirmou que as inscrições na academia dos autores da Huíla, ainda prosseguem nomeadamente de poesia, contos, historias, de natureza científica, cultura, assim como são extensivos para pintores, músicos e escultores.

Leia também
  • 17/10/2019 21:06:50

    Ema Nzadi vence Prémio Literário António Jacinto edição 2019

    Luanda - Ema Nzadi, pseudónimo de Emanuel Vieira Cambulo, é o vencedor da 26ª edição do Prémio Literário António Jacinto, com a obra poética “Pintura dos Ecos”, anunciado nesta quinta-feira, numa promoção do Ministério da Cultura por meio do Instituto Nacional das Industriais Culturais e Criativas.

  • 14/10/2019 15:38:13

    Artistas da Huíla exaltam Chico Montenegro

    Lubango - Artistas da Huíla exaltaram, nesta segunda-feira, a valências do compositor, percussionista e intérprete Chico Montenegro.

  • 12/10/2019 10:52:30

    Embaixada italiana expõe "Leonardo, génio gentil" no Lubango

    Lubango - Uma exposição denominada "Leonardo, génio gentil", dedicada ao pintor italiano Leonardo da Vinci para assinalar os 500 anos da sua morte (1452-1519), com a história da sua vida e obra, está patente na Mediateca do Lubango, desde sexta-feira, no âmbito das relações de amizade entre Angola e Itália.