Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

13 Dezembro de 2019 | 23h57 - Actualizado em 14 Dezembro de 2019 | 09h07

Artistas consternados com morte de José Kafala

Luanda - Artistas angolanos manifestaram, na noite desta sexta-feira, consternação pela morte do músico José Kafala, vítima de doença.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Nas redes sociais, as reações são de apreço e exaltação à figura do artista, que se notabilizou como um dos mais expressivos trovadores do período pós-independência.  

No seu post, o músico Euclides da Lomba despede-se com "obrigado Irmãos Kafala".

"A voz que me inspirou a ser cantor, obrigado Zeca", lê-se na reação do também director Nacional da Cultura, publicada no Facebook.

O mesmo sentimento de pesar é manifestado pela escritora Isabel Ferreira, que no seu post de Facebook manifesta tristeza pelo ocorrido.

"Deixou-nos o cantor angolano José Kafala. Descansa em paz", expressa.

A escritora Elsa Major associa-se igualmente à onda de tristeza.

"Paz à sua alma! Muito triste", assinala a escritora no Facebook.

Já o encenador Beto Cassua, director do grupo de teatro Etu Lene, recorda com nostalgia as actuações de José Kafala no município do Rangel, com a sua “viola de caixa”.

 "Era admirado por todos. Paz à sua alma", escreve.

O tenor Emanuel Mendes, um dos primeiros a partilhar a informação da morte nas redes sociais, escreve na sua página de Facebook “O calar da tua belíssima e memorável voz continuará a colorir o nosso caminho musical”.

José Kafala tornou-se um dos mais expressivos trovadores do período pós-independência, com o irmão Moisés, com quem formou a dupla Irmãos Kafala. A dupla desfaze-se em 2004, altura em que abraçou carreira a solo.

Conquistou, em 1984, a título individual, o I Festival dos Artistas Amadores das Forças Armadas.

Em 1985, a dupla venceu o Top dos Mais Queridos, com o tema “Ó Kudizola Kueto”.

José Kafala foi agraciado com o Diploma de Mérito, pelo Ministério da Cultura, em 2008, no âmbito do Dia da Cultura Nacional.

Gravou o CD a solo “Bálsamo”, 2004, que sucedeu aos discos “Ngola”, 1988, e “Salipo” (1995), gravados na companhia do irmão Moisés.

O artista teve uma carreira internacional brilhante, fruto da participação regular em concertos e festivais realizados em vários países.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 14/12/2019 02:48:18

    Resenha Cultural: Acordo entre Mincult e The Bridge Global destaque semanal

    Luanda - A assinatura de um memorando memorando de entendimento no âmbito do plano de promoção, divulgação e implementação da Lei do Mecenato entre o Ministério da Cultura (Mincult) a The Bridge Global marcou a semana que hoje, sábado finda.

  • 13/12/2019 21:53:46

    Morreu músico José Kafala

    Luanda - O músico angolano José Kafala morreu nesta sexta-feira, em Luanda, vítima de doença.

  • 13/12/2019 11:25:18

    Agenda Cultural

    Luanda - Agenda Cultural do fim-de-semana na capital angolana (Luanda).