Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Dezembro de 2019 | 00h43 - Actualizado em 14 Dezembro de 2019 | 00h42

Eliminação da dívida com Brasil é destaque da semana

Luanda - O anúncio de que Angola já eliminou a dívida de 589 milhões de dólares norte-americanos, que tinha com a República Federativa do Brasil, constitui o destaque da semana que hoje termina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Num comunicado enviado à ANGOP, o Ministério das Finanças (Minfin), avança que, depois de vários meses de negociações com o Brasil e no âmbito da sua Estratégia de Endividamento de Médio-Prazo, decidiu pagar de forma antecipada a dívida.

Outra matéria de destaque está relacionada com a abordagem feita pela ministra das Finanças, Vera Daves, pedindo maior rigor na gestão do Orçamento Geral do Estado (OGE)/2020, que prevê receitas e despesas na ordem dos 15.9 biliões, mais 4.5 biliões do que o de 2019.

Após a reunião plenária extraordinária no Parlamento, que votou o OGE 2020, com 132 votos a favor (MPLA), 50 contra (UNITA e CASA-CE) e duas (2) abstenções do PRS, a governante referiu que agora o Executivo vai provar aos partidos na oposição ser possível a execução do orçamento previsto e melhorar, gradualmente, as condições de vida dos cidadãos angolanos.

Destacou-se ainda que o aplicativo Multicaixa Expresso, instalado nos telemóveis, permite fazer operações fora do país, beneficiando quem estiver em Angola.

Mereceu ainda destaque ao longo da semana, o anúncio segundo o qual, no período de Janeiro a Outubro deste ano, foram gastos mil milhões e 339 milhões 300 mil e 500 dólares norte-americanos na importação de bens da cesta básica e outros produtos prioritários.

Deste valor, 205 milhões, 225 mil e 402 dólares americanos foram gastos na aquisição de arroz, 204 milhões, 431 mil e 324 para compra de carne de franco, 186 milhões 190 mil e 957 para óleo de palma.

Destacou-se ainda que a República de Angola foi eleita para o comité executivo do Programa Alimentar Mundial (PAM), com início de mandato em Janeiro de 2020 e fim em Dezembro de 2021.

A eleição de Angola, conjuntamente com Arábia Saudita, Alemanha, Argentina, Canadá e Somália, ocorreu durante a 163ª do Conselho da Organização da ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO), que decorreu de 2 a 6 de Dezembro, em Roma (Itália).

Outra matéria faz referência ao facto do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) descartar mais de metade dos 40 projectos que concorrem à linha de crédito do Deutsche Bank, no valor de mil milhões de dólares americanos, o equivalente a 356 mil milhões de kwanzas, por não reunirem condições para o efeito.

Ainda no domínio económico, a semana informativa destacou igualmente que o volume das importações totais do país baixou em 10 por cento, de Janeiro a Outubro deste ano, em comparação ao período homólogo, segundo o vice-governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Tiago Dias.

Assuntos Resenha  

Leia também