Angop - Agência de Notícias Angola Press

EDA distribui 330 toneladas de fertilizantes no município da Caála

15 Outubro de 2019 | 16h32 - Economia

Caála - Trezentas e trinta toneladas de fertilizantes começaram a ser distribuídas hoje, terça-feira, a seis mil e 600 famílias camponesas do município da Caála, província do Huambo, pela Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA) desta circunscrição, com objectivo de incentivar o alargamento das áreas de cultivo.

O facto foi confirmado à ANGOP, pelo responsável da EDA no município da Caála, Pinto Salgueiro Bulica, salientando que a iniciativa visa, também, incentivar os camponeses para o aumento dos índices de produção das culturas do milho, feijão, soja, mandioca, batata-rena, hortícolas e tubérculos diversos.

Os camponeses, segundo o responsável, estão a adquirir o saco de adubo NPK 12/24/12 ao preço de cinco mil kwanzas, contra os oito do mercado formal, num preço subvencionado pelas autoridades governamentais, com foco no aumento da produção, para fazer face aos desafios do segurança alimentar e diversificação económica.

Disse que o processo de distribuição está abranger, na sua maioria, associações camponesas e cooperativas agrícolas, devido a insuficiência de fertilizantes disponíveis neste município, que conta com 45 mil e 897 famílias camponesas, num total de 331 mil e 21 habitantes. 

Pinto Salgueiro Bulica informou que a instituição controla, actualmente, 169 associações de camponeses e 113 cooperativas agrícolas, com uma área de 90 mil e 458.4 hectares de terras agricultáveis, onde são produzidas, em média, todas as épocas, 315 mil e 167.46 toneladas de produtos diversos. 

O responsável admitiu que os fertilizantes estão bastantes escassos, porém a sua distribuição deve acontecer, de forma racional, para manter a cadeira produtiva.  

Durante a época agrícola 2018/2028, o EDA distribui 700 toneladas de fertilizantes a 12 mil famílias camponesas das comunas da Calenga, Catata, Cuima e da sede municipal, esta última a 23 quilómetros da cidade do Huambo.