Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Janeiro de 2020 | 09h42 - Actualizado em 16 Janeiro de 2020 | 10h04

Destacada parceria na reintegração dos Khoisan no Cuando Cubango

Menongue - A vice-governadora para o sector político, social e económico do Cuando Cubango, Carla Cativa, destacou a parceria entre o governo e as organizações não-governamentais no apoio à comunidade Khoisan.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações quarta-feira à imprensa sobre socialização daquela comunidade, Carla Cativa disse que esta parceria tem produzido resultados satisfatórios, sobretudo nos sectores da educação e da saúde.

A vice-governadora destacou o processo assentamento deste grupo nómada em áreas mais próximas das zonas urbanas, o que tem tornado possível prestação destes serviços sociais básicos.

Avançou como projectos a serem desenvolvidos, a construção de habitações, escolas e postos de saúde, bem como a instrução para as práticas da produção de bens de consumo, por via do cultivo nas zonas ribeirinhas para melhorar a produção agrícola familiar.

MBAKITA junta-se ao governo na assistência à comunidade San

O director-geral da organização não-governamental Missão de Beneficência Agropecuária Inclusão Tecnologias e Ambiente (MBAKITA), Pascoal Baptistiny Samba, reiterou a sua determinação em continuar a apoiar o Governo na assistência aos membros da comunidade Khoisan, visando a sua integração e melhoria de condições de vida.

Informou que em 2019 a MBAKITA ganhou um financiamento no valor de 200 mil euros da Conferência Episcopal Alemã para desenvolver um projecto que poderá atender três mil pessoas da comunidade San nos sectores da agricultura, saúde e assistência alimentar.

O responsável fez saber que o referido valor será doado em duas fases, sendo que nesta primeira fase já estão disponíveis 50 mil euros dos 100 previstos, tendo acrescentado que o projecto, com início previsto para primeiro trimestre deste ano, será estendido ate 2021 com a possibilidade de ser renovado.

Avançou que a sua organização continua a trabalhar com o Governo no sentido de se concluir com o reassentamento destas comunidades, por formas a se beneficiar dos serviços sociais de qualidade.

A MBAKITA controla cerca de 11 mil 956 membros da comunidade San, sendo sete mil 398 mulheres e quatro mil 058 homens. Deste universo foram reassentados cerca de mil e oitenta e sete membros nos municípios de Menongue, Calai, Cuangar, Dirico e Mavinga.

No que toca ao registo civil, a MBAKITA trabalhou em colaboração com a delegação da provincial da Justiça e Direitos Humanos, tendo sido registados mil e vinte Khoisans, entre crianças e adultos.

São também controladas 214 famílias que têm beneficiado de sementes e instrumentos de trabalho, bem como a assistência técnica e agrícola.

Quanto ao sector da educação, são controlados 84 membros da comunidade San na condição de alfabetizando, dentre os quais 66 crianças e seis adultos alfabetizadores.

Leia também
  • 16/01/2020 02:09:51

    Mau estado das vias impede expansão dos serviços de justiça

    Ndalatando - A delegada provincial do Cuanza Norte da Justiça e dos Direitos Humanos, Delfina Camulombo, afirmou nessa quarta-feira, em Ndalatando, que o mau estado das vias de acesso da região está a impedir a expansão dos serviços do sector da justiça às localidades mais distantes das sedes municipais e comunais.

  • 15/01/2020 19:52:36

    Antigos combatentes solicitam melhores condições de vida

    Saurimo - Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria da província da Lunda Sul solicitaram hoje, quarta-feira, ao Executivo o aumento de pensão do subsídio, atribuição de casa própria entre outras regalias socioeconómicas.

  • 15/01/2020 13:19:18

    Engenheiro sugere monitoria para prevenir cheias

    Sumbe - A instalação de equipamentos de monitoria e medição dos níveis das águas do Rio Cambongo e do Mar com vista a prevenir as cheias que se registam na cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul, em épocas chuvosas, foi sugerida hoje (quinta-feira), o gestor de projectos da China Harbour Engineering Company (CHEC), Miguel Marques.