Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

15 Janeiro de 2020 | 19h52 - Actualizado em 16 Janeiro de 2020 | 11h31

Antigos combatentes solicitam melhores condições de vida

Saurimo - Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria da província da Lunda Sul solicitaram hoje, quarta-feira, ao Executivo o aumento de pensão do subsídio, atribuição de casa própria entre outras regalias socioeconómicas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O apelo vem expresso numa mensagem lida por ocasião do Dia dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria,  que hoje, quarta-feira se assinala, na qual os ex-militares pediram empregos e bolsas de estudo para os seus filhos.

Os antigos combatentes da província da Lunda Sul pretendem ainda terrenos para construção de casas, instrumentos de trabalho e sementes para agricultura.

Na ocasião, o governador provincial para o sector Técnico e Infra-estruturas da Lunda Sul, Evanerson Kaputu, disse que as autoridades locais estão a trabalhar na proposta de Lei do Antigo Combatente e Veterano da Pátria.

Esta lei, explicou, comporta uma série de reformas que darão mais valor, respeito e dignidade aos antigos combatentes e suas famílias.

Reconheceu que o apoio concedido a esta franja da sociedade não é ainda satisfatório, atendendo o alto nível de vida na circunscrição, por isso governo local tem se empenhado na criação de programas para beneficiar mais os veteranos da pátria

Exortou à sociedade a apoiar também os antigos combatentes e seguir o seu exemplo patriótico e de bravura, demonstrado na luta contra a opressão colonial.

“Os angolanos devem respeito e honra a estes bravos combatentes, pelo seu sacrifício feito na luta pela independência do país, alcançada a 11 de Novembro de 1975”, realçou.

O sector dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria da província da Lunda Sul controla 14.016 membros, entre ex-militares, viúvas, órfãos e portadores de deficiência de guerra.

Bié

Cuito - O Governo Provincial do Bié anunciou, nesta quarta-feira, na cidade do Cuito, que vai responsabilizar civil e criminalmente 154 falsos antigos combatentes e veteranos da pátria.

Este facto foi avançado pelo director provincial do Gabinete dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria do Bié, Isaac Alberto, no âmbito do 15 de Janeiro, tendo frisado que os infractores receberam ilegalmente de pensões, com valores a rondar entre os 100 e 300 mil kwanzas por mês.

Explicou que o trabalho de rastreio permitiu identificar apenas 50 porcento de falsos pensionistas, daí a pertinência de se dar seguimento à investigação deste caso para os prevaricadores serem responsabilizados judicialmente.

Fez saber que o Gabinete Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria do Bié vai realizar, em Fevereiro de 2020, o recadastramento dos pensionistas, para se apurar os “verdadeiros” antigos combatentes e veteranos da pátria.

Segundo o responsável, 412 pensionistas que tinham sido desactivados do sistema ilegalmente na província do Bié, desde o II trimestre de 2019, foram nessa quarta-feira reinseridos nas folhas salariais.

O Gabinete dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria no Bié controla mais de nove mil pensionistas, entre antigos combatentes, órfãos, deficientes físicos e viúvas.

O ex-director desta instituição, Jacinto José, encontra-se detido, desde final de Outubro de 2019, na sequência de um mandado de captura da Procuradoria-Geral da República (PGR), por indícios de prática do crime de peculato.

Sob Jacinto José pesa também suspeitas do cometimento dos crimes de branqueamento de capitais, corrupção e recebimento indevido de vantagem, segundo PGR.

Cuando Cubango

Menongue - Mais de quatro mil antigos combatentes da província do Cuando Cubango serão cadastrados, nos próximos dias, pelo gabinete local dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria.

Esse pronunciamento foi feito hoje, na cidade de Menongue, pela vice-governadora provincial para o sector Político, Social e Económico do Cuando Cubango, Maria Cativa, durante uma actividade em alusão ao 15 de Janeiro.

Explicou que a medida visa controlar melhor o número de antigos combatentes na circunscrição no sentido de merecerem o maior número de regalias e assistência mais digna.

Afirmou que o Governo Provincial do Cuando Cubango está atento às necessidades dos antigos combatentes e tudo está a fazer para melhorar a sua condição socioeconómica, através de implantação de vários programas.

O Gabinete Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos de Guerra do Cuando Cubango controla 14 mil 655 pensionistas, entre antigos combatentes, viúvas e órfãos.

Malanje

Calandula - Apenas mil 870 pensionistas, dos três mil 986 controlados pelo Gabinete Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria de Malanje aderiram ao processo de recadastramento e prova de vida realizado na circunscrição.

Esse dado foi divulgado hoje, no município de Calandula, pelo director do Gabinete Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria de Malanje, Ananias Gomes, no quadro de uma actividade em alusão ao 15 de Janeiro.

Segundo o responsável, alguns pensionistas não participaram do processo por alegadamente terem desconhecimento da realização do programa de recadastramento e prova de vida, realizado nos meses de Setembro e Outubro de 2019.

Deu a conhecer o sector entendeu estender o prazo do programa no sentido de abranger o maior número de indivíduos, tendo alertado aos faltosos da primeira fase, num total de dois mil 116 pensionistas, entre antigos combatentes, viúvas, órfãos e deficientes de guerra, a comparecerem no Gabinete Provincial dos Antigos Combatente e Veteranos da Pátria de Malanje, para serem recadastrados.

Anunciou ainda que o Governo Provincial de Malanje está a trabalhar na integração dos antigos combatentes em actividades produtivas, como em projectos de piscicultura e de criação de animais de pequeno porte, com vista a melhorar a sua condição de vida.

Por sua vez, os antigos combatentes e veteranos da pátria, numa mensagem lida no acto, solicitaram ao governo local equipamentos e sementes agrícolas para estimular o desenvolvimento da agricultura, além do aumento do valor da pensão, cifrada em 23 mil kwanzas.

Moxico

Léua - O Gabinete Provincial dos Antigos Combatentes e Veterano da Pátria do Moxico prevê reactivar, este ano, o processo de recadastramento dos seus assistidos, estimados em 24 mil e 240 pensionista.

A informação foi avançada hoje, no município do Léua, pelo vice-governador provincial para o sector Social do Moxico, Carlos Masseca, quando discursava numa cerimónia em alusão 15 de Janeiro.

De acordo com o responsável, apenas 15 mil e 84 assistidos foram recadastrados.

Ressaltou que o processo de recadastramento foi interrompido por dificuldades de logística, mas tal situação está já ultrapassada e o trabalho vai prosseguir este ano nos nove municípios da província do Moxico.

Cabinda

Cabinda - O Governo da Província de Cabinda vai continuar a implementar projectos socioeconómicos no sentido de melhorar a qualidade de vida e garantir o auto-sustento dos antigos combatentes e veteranos da pátria.

Esta afirmação foi feita pelo vice-governador para Área Política e Social de Cabinda, Alberto Paca, tendo destacado os projectos de agro-pecuária, pesca, carpintaria e recauchutagem.

"Com a implementação desses projectos sociais estamos a criar melhores vias de solução para melhorar o controlo e definição dos antigos combatentes e veteranos da pátria dentro do processo de cadastramento permitindo corrigir e prevenir erros observados no passado.

O acto foi marcado com entrega de material agrícola (enxadas, machados, limas e catanas) ferramentas de maçanica de automóveis, serralharia e electricidade, aos antigos combatentes, numa oferta do Instituto de Reintegração Sócio Profissional dos Antigos Combatentes.

Leia também
  • 16/01/2020 09:42:23

    Destacada parceria na reintegração dos Khoisan no Cuando Cubango

    Menongue - A vice-governadora para o sector político, social e económico do Cuando Cubango, Carla Cativa, destacou a parceria entre o governo e as organizações não-governamentais no apoio à comunidade Khoisan.

  • 16/01/2020 02:09:51

    Mau estado das vias impede expansão dos serviços de justiça

    Ndalatando - A delegada provincial do Cuanza Norte da Justiça e dos Direitos Humanos, Delfina Camulombo, afirmou nessa quarta-feira, em Ndalatando, que o mau estado das vias de acesso da região está a impedir a expansão dos serviços do sector da justiça às localidades mais distantes das sedes municipais e comunais.

  • 15/01/2020 13:19:18

    Engenheiro sugere monitoria para prevenir cheias

    Sumbe - A instalação de equipamentos de monitoria e medição dos níveis das águas do Rio Cambongo e do Mar com vista a prevenir as cheias que se registam na cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul, em épocas chuvosas, foi sugerida hoje (quinta-feira), o gestor de projectos da China Harbour Engineering Company (CHEC), Miguel Marques.