Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

12 Junho de 2020 | 17h52 - Actualizado em 16 Junho de 2020 | 11h39

Covid-19: Artistas orientados a observar medidas de biossegurança

Huambo - Os artistas e responsáveis das associações culturais da província do Huambo foram orientados hoje, sexta-feira, a observar estritamente as medidas de biossegurança, para evitar possíveis contágios de Covid-19, em caso de reabertura dos espectáculos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo: Chefe do Departamento da Acção Cultural, Pascoal Nhanga

Foto: Valentino Yequenha

Esta chamada de atenção foi feita pelo chefe do Departamento da Acção Cultural nesta região, Pascoal Nhanga, durante um encontro com os responsáveis das associações culturais, que serviu para informá-los sobre as medidas de segurança que devem adoptar nos espectáculos e eventos do género.

Segundo o responsável, é importante que esta franja da sociedade coloque à disposição do público produtos essenciais de biossegurança, para além do cumprimento das medidas de distanciamento físico e uso correcto de máscara em todas as actividades culturais e recreativas, para uma melhor prevenção e combate a esta pandemia.

Disse que os promotores culturais devem posicionar-se na dianteira, no que tange à prevenção e ao combate à gripe por coronavírus (Covid-19), sensibilizando a população a ganhar o hábito de lavagem constante das mãos e higienização dos espaços.

Por esta razão, Pascoal Nhanga referiu que o Gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos vai passar a fiscalizar, de forma rotineira e escrupulosa, todas as actividades culturais, de modo a punir os promotores que negligenciarem os métodos de biossegurança.

“Em breve, deverão ser reabertos, de forma gradual, os espectáculos. Nestas condições, o cumprimento obrigatório das medidas de segurança, estipuladas pela Situação de Calamidade que o país observa, deve ser da responsabilidade de todos, particular realce, dos promotores de eventos”, frisou.

No encontro, foram abordadas temáticas sobre a Situação de Calamidade, realidade actual das associações culturais, a inventariação dos artistas individuais, grupos e associações culturais.

Na província do Huambo, habitada por dois milhões, 519 mil e 309 pessoas, são controladas 12 associações culturais, distribuídas nos 11 municípios.

Assuntos Cultura   Província » Huambo  

Leia também
  • 05/06/2020 20:42:23

    Academia de Letras quer resgate das línguas Bantu

    Luanda - O resgate das línguas Bantu está nas prioridades do novo elenco da Academia Angolana de Letras (AAL), liderada pelo sociólogo Paulo de Carvalho.

  • 27/05/2020 17:09:34

    Artistas clamam por apoios do governo no Cuanza Sul

    Sumbe - Proprietários de casas de cultura e fazedores de artes, na cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul, clamam por apoio financeiro do governo e material para continuarem a desenvolver as suas actividades.

  • 22/05/2020 21:25:44

    DJ's sem rigisto na SADIA condicionados

    Luanda - A Sociedade Angolana dos Direitos Autorais (SADIA) aconselha os Disco Jockeys e produtores musicais a filiarem-se nessa instituição e registarem as suas obras, para protecção e desenvolvimento das suas actividades profissionais sem quaisquer impedimentos.