Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

17 Janeiro de 2020 | 17h26 - Actualizado em 17 Janeiro de 2020 | 17h25

Cuanza Sul sem embarcações de pesca industrial

Sumbe - O sector das pescas na província do Cuanza Sul está desde o primeiro semestre de 2019 sem embarcações de pesca industrial e simi-industrial a operar na zona costeira local, devido à inexistência de uma ponte cais e um porto pesqueiro para descarga do pescado.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Embarcações de pesca no Porto Pesqueiro

Foto: evaristo joaquim

A ponto cais do Porto Amboim encontra-se inoperante desde o primeiro semestre de 2019, por degradação total das suas infra-estruturas, situação que impede a atracagem de barcos para fazerem a descarga do pescado.

Segundo o chefe de departamento provincial, Fernando Sanito, que falava hoje em entrevista à Angop, algumas embarcações, como o Sumbe I, II e III, estão a operar na província de Benguela.

Outros seis barcos de pesca de grande porte estão paralisados e outros três estão a operar em Luanda, por falta de um porto pesqueiro e uma ponte cais, no Cuanza Sul.

A captura de pescado na zona costeira do Cuanza Sul agora é apenas assegurada por embarcações artesanais e como consequência regista-se redução das capturas e consequentemente aumentou a procura de pescado no mercado.

Em 2019, a pesca artesanal capturou 13 mil e 142 toneladas de pescado diverso, uma redução oito mil e 472 toneladas em relação ao período anterior os empregos caíram de dois e 901 para mil e 919.

Segundo o responsável, o aumento da produção passa pela construção de um porto pesqueiro e uma ponte cais que dependem de financiamentos.

As autoridades marítimas emitiram para pesca artesanal nove novas licenças e renovaram outras 59.

O responsável aponta como tarefas para este ano o reforço da sensibilização dos proprietários de empresas paralisadas para a sua revitalização, incentivo ao sector privado para a construção de um estaleiro naval, incremento das medidas de fiscalização, sobretudo para as actividades pesqueiras realizadas nos estabelecimentos de processamento e transformação do pescado, assim como no alto mar.

No Cuanza Sul, grande parte das embarcações atracavam na Ponte cais da Empresa de Pesca Industrial “PESKWANZA”, no Porto Amboim que se encontra inoperante.

Um outro Complexo Industrial de Pesca que abarca Ponte cais e um Porto Pesqueiro aguarda pela aprovação do Ministério das Pescas e do Mar para a entrada em funcionamento no município do Porto Amboim, avaliado em mais de 50 milhões de dólares americano.

A província do Cuanza Sul tem uma zona costeira de 178 quilómetros lineares, ricos em peixe e crustáceos.


 

Leia também
  • 10/01/2020 16:23:16

    Cooperativa recebe tractores para aumentar produção

    Sumbe - A cooperativa "Agostinho Neto", situada no município da Quilenda, província do Cuanza Sul, recebeu hoje (sexta-feira) do Governo três tractores e suas respectivas alfaias, para o aumento da extensão das áreas de cultivo e da produção agrícola de cereais e tubérculos.

  • 07/01/2020 18:27:03

    Agricultura no Cuanza Sul com 15 novos tractores

    Sumbe - Quinze tractores e respectivas alfaias agrícolas foram entregues nesta terça-feira à duas empresas, na cidade do Sumbe, pelo Governo da Provincial do Cuanza Sul, visando dinamizar a Agricultura na região.

  • 28/12/2019 17:53:40

    Sector das Pescas estabelece prioridade para 2020

    Luanda - O Ministério das Pescas e do Mar pretende, em 2020, recuperar os entrepostos frigoríficos degradados, a Empresa Nacional de Pesca Industrial (Peskwanza) e a conclusão das lotas em construção no país, afirmou hoje a titular do sector, Maria Antonieta Baptista.