Angop - Agência de Notícias Angola Press

CFL denúncia furto de parafusos dos carris e travessas

02 Dezembro de 2019 | 15h05 - Transporte

Luanda - Quatrocentos e 40 parafusos de pregação dos carris e das travessas da linha do caminho-de-ferro de Luanda (CFL) foram furtados, na última semana do mês de Novembro.

  • Linha férrea de Luanda/Malange

Um documento do CFL, enviado hoje (segunda-feira) à Angop, refere que cidadãos não identificados estão a furtar os dispositivos de fixação dos carris, o que torna  a linha instável para a circulação dos comboios, e em consequência causar um possível descarrilamento.

A nota acrescenta que os parafusos foram retirados no espaço que separa as zonas da Boavista e do estabelecimento prisional da Comarca, no distrito urbano do Sambizanga.

Para possibilitar a circulação dos comboios, o CFL teve que repor o material furtado, permitindo assim a circulação do transporte ferroviário sem interrupção.

“ O CFL reprova atitude dos indivíduos que roubam os parafusos, colocando em perigo a vida de todos os utilizadores dos comboios”, refere a nota.

O CFL realiza, diariamente, 17 viagens de comboio suburbano de passageiros, transportando, nos três serviços, pelo menos seis mil pessoas que pagam 500 kwanzas em primeira classe, 200 na segunda e 30 na terceira.

Além do comboio suburbano, o CFL realiza viagens inter-provinciais de Luanda ao Cuanza Norte e Malanje.

O CFL tem 424 quilómetros de linha férrea no troço Luanda/Malanje e 55 no troço Dondo-Zenza (Cuanza Norte), perfazendo um total de 479 quilómetros.