Angop - Agência de Notícias Angola Press

TPA aposta na modernização e formação

18 Outubro de 2020 | 05h01 - Sociedade

Luanda - A Televisão Pública de Angola (TPA) vai continuar a investir na modernização tecnológica e formação dos seus quadros, conforme afirmou neste sábado, em Luanda, o director de informação da estação, Cabingano Manuel.

  • Centro de produção da TPA

Em declarações à ANGOP, a propósito dos 45 anos da empresa que se assinalam neste domingo (18), o responsável disse pretenderem com este investimento contínuo assegurar a melhoria da qualidade dos conteúdos disponibilizados ao público.

Segundo o director, a intenção é continuar a fazer da TPA "a televisão de eleição dos angolanos", com trabalhos de excelência.

"Estamos a trabalhar para melhorar a qualidade das reportagens e dos nossos serviços de informação, com investimentos tecnológicos e na contínua formação dos jornalistas", declarou.

Cabingano Manuel disse estar satisfeito com o feedback encorajador do público, tendo assegurado que vão continuar a trabalhar para  oferecer uma televisão mais inclusiva.

"A TPA de hoje está muito longe da televisão de ontem, quer do ponto de vista dos investimentos feitos, quer da qualidade dos seus profissionais. É uma televisão mais dinâmica e cada vez mais próxima do cidadão", finalizou.

A Televisão Pública de Angola foi fundada a 18 de Outubro de 1975, por ocasião da primeira visita do primeiro Presidente da Angola independente, António Agostinho Neto.

Está presente na maioria dos lares de Angola, com três canais que emitem diariamente: TPA 1, generalista e principal da estação, TPA 2, com enfoque para o entretenimento e juventude, e a TPA Internacional, para atender a diáspora angolana e não só.