Angop - Agência de Notícias Angola Press

Jornalista Alberto de Sousa enterrado em clima de consternação

15 Janeiro de 2020 | 11h41 - Sociedade

Luanda - Um clima de profunda dor e consternação caracterizou, terça-feira, o enterro do antigo jornalista da Rádio Nacional de Angola Alberto de Sousa, em cerimónia realizada no cemitério de Santa Ana.

Além de familiares, colegas, amigos e conhecidos, o acto contou com a presença do ministro da Comunicação Social, Nuno dos Anjos Caldas Albino, e responsáveis dos órgãos públicos e privados do sector.

Depois do cemitério, o ministro deslocou-se ao Velório da Polícia Nacional, para consolar os familiares mais próximos do malogrado Alberto de Sousa.

Nascido em Abril de 1957, em Luanda, Alberto de Sousa ingressou nos quadros da RNA como redactor repórter estagiário, em 1979, nos estúdios centrais na capital do país.

Exerceu, depois, as funções de chefe de Secção Partidária Presidencial, chefe de Redacção Política e Social e chefe de Departamento de Programas Especializados.

Em 2007, Alberto de Sousa foi nomeado director geral da RNA.