Angop - Agência de Notícias Angola Press

Huambo: Autoridades promovem campanha de administração do albendazol

13 Junho de 2019 | 09h52 - Sociedade

Huambo - Trezentos e 57 mil e 882 alunos menores de 15 anos de idade, integrados nas escolas primárias do I ciclo do ensino secundário dos municípios do Huambo e do Longonjo, vão ser desparasitados entre os dias 17 e 22 deste mês, durante a campanha de administração do albendazol.

A campanha, que visa melhorar a saúde das comunidades e, principalmente das crianças, é uma iniciativa do Gabinete da Educação na província do Huambo, em parceria com Organização não-governamental The Mentor Initiativ.

Segundo o representante desta ONG no Huambo, Luís Madureira Lufunda, em declarações hoje à ANGOP, a administração do albendazol tem por objectivo o combate de parasitas intestinais e a chistosomíase genito-urinário, que muito têm afectado as crianças da zona rural do planalto central.

Sem avançar o número de casos na província do Huambo, o responsável disse que a campanha visa ainda reduzir, de forma significativa, as doenças negligenciadas, que tanto preocupam as autoridades, por comprometer o bem-estar das crianças e das famílias, de forma geral.

Para o êxito da campanha, de acordo com Luís Madureira Lufunda, estão a ser formados desde segunda-feira (10) os directores de escolas primárias, líderes primários, autoridades tradicionais, entidades religiosas e outros membros da sociedade civil dos municípios do Huambo e do Longonjo, para um maior envolvimento das comunidades na campanha.

Informou que em 2918 o programa imunizou, em todos os municípios da província, um total de 661.273 crianças, contra doenças resultantes do consumo de água imprópria, da inexistência do saneamento básico e da falta de higiene corporal, através da administração do albendazol.