Angop - Agência de Notícias Angola Press

Jornalistas discutem perspectivas para elaboração de reportagens

13 Março de 2018 | 19h03 - Sociedade

Malanje - As diferentes perspectivas e pontos importantes para a elaboração de uma reportagem jornalística de qualidade dominou hoje, (terça-feira), o segundo dia do curso sobre Reportagem Jornalística, que decorre desde segunda-feira (12), em Malanje, numa promoção do Ministério da Comunicação Social, em parceria com o Centro de Formação de Jornalistas (CEFOJOR).

A referida temática foi discutida com os profissionais da ANGOP (Agência Angola Press) e das Edições Novembro das províncias de Malanje, Uíge e Cuanza Norte.

Durante a aula, o formador Adérito Kizunda falou da necessidade do repórter ter elevada perspicácia na concepção da reportagem, buscando pormenores por meio da observação e dos intervenientes, com vista a descrever detalhadamente o assunto em abordagem, visto que a reportagem é um género que ajuda a situar os cidadãos e auxiliá-los na tomada de decisões.

Porém, o professor alertou aos profissionais, no sentido de não estarem à mercê do pronunciamento das fontes, devendo por isso apurar e cruzar as fontes de informação, para evitar incoerências.

O dia foi também marcado com trabalhos de campo sobre o funcionamento do Hospital Municipal de Malanje, a recolha de resíduos sólidos no mercado da Xawande e a problemática do não uso de capacetes por parte dos moto-taxistas, na cidade de Malanje.

Ainda no âmbito do curso de Reportagem Jornalística, os profissionais da Rádio Nacional de Angola da Região Norte do país debruçaram-se sobre reportagens ligadas à corrupção, ao passo que os da TPA abordaram a importância dos planos em televisão.

Refere-se que a formação sobre Reportagem Jornalística, que tem por objectivo elevar o nível de competência técnica e profissional dos jornalistas, encerra na quarta-feira (14).