Angop - Agência de Notícias Angola Press

OMA determinante no resgate dos valores morais das famílias

03 Dezembro de 2018 | 15h30 - Sociedade

Luanda - O Secretário-Geral do MPLA, Álvaro Manuel de Boavida Neto, enalteceu hoje, segunda-feira, em Luanda, o papel da Organização da Mulher Angolana (OMA) no resgate dos valores morais cívicos, éticos, culturais e na coesão das famílias.

  • Secretário-Geral do MPLA, Álvaro Boavida Neto

Falando na abertura da V Reuinão Ordinária do Comité Nacinal da OMA, sublinhou que espera da organização feminina do partido no poder mais advocacia virada para o bem e que se reflicta na participação da vida social das famílias.

Para Boavida Neto, a OMA deve ser a grande defensora dos ideais e aspirações das mulheres e apelou a dedicação na identificação dos problemas e expectativas da mulher angolana, bem como na formulação e implementação das respectivas soluções, seja a nível rural, urbano ou da periferia das cidades, em prol do desenvolvimento integral e equilibrado da sociedade.

Boavida Neto disse acreditar no empoderamento, na revitalização, na organização, transformação e intervenção da organização no meio comunitário.

" Vivemos um novo quadro político e partidário de grande segurança, uma direcção do MPLA focada na unidade e coesão interna e com maior visibilidade externa que consolidar-se-á com a nossa fervorosa e convicta atitude em torno do presidente do MPLA, João Lourenço", sublinhou.

Realçou, por outro lado, que a reunião ordinária da OMA servirá para promover e orientar uma abordagem sobre a vida interna da organização, proceder a apreciação e aprovação da proposta de plano anual de actividades para o ano de 2019 e de temas importantes da vida pública e que constituem prioridade no programa e na agenda política do partido.

"Valorizo a substância da agenda da reunião, mas precisamos olhar para além do epicentro da nossa organização, espairando o nosso pensamento para vencer os nossos grandes desafios como as autarquias em 2020, às eleições gerais em 2022 e a estabilização económica e a consolidação do Estado de direito e democrático como referências obrigratórias", disse.