Angop - Agência de Notícias Angola Press

SIC em Benguela esclarece roubo de 11 milhões de Kwanzas

12 Janeiro de 2018 | 18h34 - Sociedade

Benguela - O Serviço Provincial de Investigação Criminal em Benguela esclareceu e apresentou hoje (sexta-feira) quatro cidadãos supostamente implicados no roubo de 11 milhões de Kwanzas, que resultou na morte de um segurança de uma empresa privada.

  • Supostos meliantes detidos

O roubo ocorreu no mês de Outubro de 2017, quando quatro cidadãos armados perseguiram uma viatura que transportava valores monetários pertencentes a um armazém de alimentos. Os ocupantes  foram surpreendidos com disparos à queima-roupa e no local causando a morte do segurança da empresa e ferimentos graves à funcionária do referido armazém. 

Passados quatro meses, o Serviço de Investigação Criminal (SIC), em coordenação com o Comando Provincial da PN, através de várias diligências investigativas, procederam à detenção de quatro supostos autores integrantes do grupo, composto por oito elementos reincidentes criminais e perigosos. 

De acordo com o director provincial do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do MININT em Benguela, superintendente-chefe Pinto Caimbambo, que falava aos jornalistas no acto de reconstituição do crime, os suspeitos foram detidos segunda-feira, no município de Benguela.  

O responsável fez saber que os supostos marginais, que tinham residências fixas no município do Cubal, alegadamente protagonizavam assaltos à mão armada nas zonas A e B, que correspondem os bairros periféricos de Benguela, tendo como principais alvos armazéns e cidadãos estrangeiros. 

Pinto Caimbambo adiantou que, na sequência das detenções, foram igualmente apreendidas duas armas de fogo do tipo AKM, com os respectivos carregadores e munições, que terão sido utilizadas no assalto.

O motorista que dirigiu a viatura que transportava os valores, no dia do assalto, José Trigo Pecosse, louvou o trabalho da Polícia por ter esclarecido o crime e lamentou a perda do seu colega.

Na ocasião, foi ainda apresentado um cidadão de 32 anos de idade acusado de ter morto a esposa, por razões passionais, na zona do Luacho, comuna do Dombe Grande, município da Baía-Farta.