Angop - Agência de Notícias Angola Press

Huambo: Instituto Superior Politécnico da Caála prioriza cursos de mestrados

13 Janeiro de 2018 | 20h48 - Sociedade

Huambo - A abertura de cursos de mestrado em diversas áreas do saber e a consolidação dos cursos de pós-graduação, constam das prioridades do plano de desenvolvimento institucional do Instituto Superior Politécnico (ISP) da Caála, na província do Huambo.

A intenção foi manifestada hoje, à Angop, pelo seu director geral adjunto para área Académica, Osvaldo Augusto Chissonde Mame, apontando como meta para o cumprimento de tais planos o ano 2022.

Para lograr tal desiderato, informou que a instituição, aberta em 2017, rubricou acordos de cooperação com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade do Sul da Santa Catarina (USSC), ambas do Brasil, estando para breve a assinatura de acordos com a Universidade Estadual do São Paulo, também da República Federativa do Brasil.

Estes acordos, segundo Osvaldo Augusto Chissonde Mame, vão tornar o Instituto Superior Politécnico da Caála numa instituição de referência nacional na formação de quadros qualificados para promover o desenvolvimento sustentável do país.

Neste momento, disse, a UFSC está a assessorar a elaboração do plano de desenvolvimento institucional e colaborar na formação dos docentes, enquanto a USSC coopera no curso de pós-graduação em ciências da Saúde.

"Pretendemos, a médio prazo, ser uma instituição cujo foco principal é a formação de qualidade, respeitando o rigor e a excelência académica, para se distinguir das que já existem na nossa província”, referiu.

Localizado a 23 quilómetros da cidade do Huambo, o Instituto Superior Politécnico da Caála vai ministrar, este ano, cursos de licenciatura em Arquitectura e Urbanismo, Biomedicina, Ciências da Computação, Direito, Enfermagem Geral, Ensino Primário, História, Odontologia, Administração Pública e Gestão de Cidades, Recursos Humanos, Marketing, Psicologia, Ciências Económicas e Empresariais, Engenharia Civil, Engenharia Eléctrica e Ciências Farmacêuticas, além da pós-graduação Stricto sensu em ciências médicas.