Angop - Agência de Notícias Angola Press

Apresentação das prioridades da OMA para 2018 destaque da semana

13 Janeiro de 2018 | 06h00 - Sociedade

Luanda - A apresentação das perspectivas de várias instituições sociais para o ano em curso, assim como o surto de cólera que assola a província do Uíge constituem o destaque do noticiário social da semana que hoje finda.

  • Técnicos de Saúde preparam Hipocloritiode Cálcio para a Prevenção da Cólera
  • Delegadas da Promaica em Menongue
  • Membros da OMA apresentam cumprimentos de ano novo
  • Técnicos de Saúde preparam Hipoclorito de Cálcio para a Prevenção da Cólera

Neste contexto, a Organização da Mulher Angolana (OMA) definiu o aumento do rigor, disciplina e a eficácia para implementar os projectos e programa a favor da mulher.

De acordo com a secretária – geral da OMA, Luzia Inglês “Inga”, o ano em curso tem que ser crucial para as mulheres angolanas, ressaltando que a OMA é uma organização de defesa dos direitos das mulheres e, para tal, deve-se melhorar a capacidade de diálogo a favor da equidade do género.

Na mesma senda, a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (Tocoista) apontou as comemorações do centenário do profeta Simão Gonçalves Toco e a construção do mausoléu em sua memoria em Taia Maquela do Zombo ( Uige) como prioridades dessa congregação religiosa.

Ao apresentar o programa da congregação, o bispo da Igreja Tocoista, Afonso Nunes, apelou a mobilização de todos os fiéis na homenagem que deve ser dada ao fundador do Tocoismo.

Numa outra vertente, o líder religioso ao discursar na conferência episcopal dessa congregação religiosa, o bispo Afonso Nunes afirmou que os pastores devem  servir de exemplo n moralização da sociedade inculcando  a necessidade de se resgatar o valores morais e cívicos.

Mereceu igualmente destaque ao longo da semana finda, o surto de cólera que tem afectado a população da cidade do Uige, tendo desde o seu inicio, a 21 de Dezembro transacto até a presente data, sido registados 333 casos, com nove óbitos, dos quais apenas três intra-hospitalares e seis extra-hospitalares.

O coordenador do Programa Nacional de Emergência do MINSA, Lutumba Agostinho, reconhece os esforços que estão a ser evidenciados pelo Governo Provincial do Uíge e o Ministério da Saúde para o controlo da situação do surto.

Ainda ao longo da semana, o chefe dos serviços provinciais na Lunda Sul do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP, André Issuzo, anunciou  que seiscentos e trinta e dois cidadãos nacionais conseguiram o primeiro emprego, em 2017 nessa  região do país.

Em declarações à Angop o responsável salientou que o número de empregados corresponde ao total de ofertas apresentadas por empresas que pretendiam recrutar mão-de-obra qualificada.

A realização da  14ª Assembleia de Avaliação Anual/2017 e Planificação da actividade para 2018, numa iniciativa da Direcção da Promoção da Mulher Angolana na Igreja Católica (Promaica), no  Cuando Cubango,  mereceu  igualmente destaque do noticiário social da semana  finda.

Perante  200 delegadas  provenientes das  20 Arquidioceses e Dioceses da Igreja Católica das 18 províncias do país, o assistente eclesiástico da Promaica, Bispo Dom Estanislau Marques Tchindekaese, referiu que os bispos da CEAST, este ano, colocaram os jovens na prioridade para os destinos da Promaica.  

“Nós sabemos que um corpo saudável tem que produzir o seu próprio sangue para continuar a viver até a morte. Então, a Promaica também sente a necessidade de produzir o seu próprio sangue, isto é renovar-se”, referiu.

Considerou ser um objectivo muito ambicioso e muito importante que aquela organização feminina da Igreja Católica se renove, porquanto são mulheres de fé que, igualmente, constituem um compromisso cristão para ajudar na transformação da família e da sociedade.