Angop - Agência de Notícias Angola Press

Angola: Filhos de antigos combatentes beneficiam de cursos na Coreia do Sul

19 Maio de 2017 | 13h31 - Sociedade

Luanda - Pelo menos 30 técnicos e descendentes de antigos combatentes e veteranos da pátria partiram hoje, sexta-feira, para a República da Coreia do Sul a fim de frequentarem cursos de eletricidade, mecânica e informática.

  • Cândido Van-Dúnem - Ministro dos Antigos Combatentes

Esta  acção constitui o primeiro passo do cumprimento de vários aspectos  inscritos  no  memorando de entendimento rubricado  há cerca de um ano entre o sector dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria da República de Angola e dos Veteranos da Pátria da República da Coreia.

Ao intervir no acto de despedida dos bolseiros, o  ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Cândido Pereira Van-dúnem, afirmou que  este  programa de formaçao é suportado, na sua totalidade, pela parte coreana.

 Aproveitou a oportunidade  para agradecer a  forma como  a parte  coreana  tem assumido  os compromissos  rubricados  no âmbito da  memorando de entendimento entre ambas as partes.

 De acordo com o governante, este exercicio  constitui  a renovação na continuidade.pois aqueles que são filhos de antigos combatentes hoje são beneficiários desta bolsa  em virtude do esforço empreendido  por estes na  defesa da integridade  territorial do país.

 Anunciou que  nos  próximos dias seguirá um segundo grupo que vai fazer  cursos no dominio  da agricultura e da agro-indústria .

 Exortou aos bolseiros no sentido de serem   disciplinados e cumpridores  das leis da  República da  Coreia e que  tragam na sua bagagem  o conhecimento, boas  recordações e, acima de tudo, estejam  preparados para o mercado do trabalho.

Entretanto, o encarregado de negócios da embaixada da Coreia do Sul em Angola,  Seugum Park, garantiu estarem criadas todas as condições  para a recepção destes bolseios no concernente a alojamento, alimentação e subsidio de bolso.

 O diplomata  reafirmou também a disponiblidade do seu país em continuar a contribuir para a formação de quadros angolanos nos mais diversos dominios  socio-económicos.