Angop - Agência de Notícias Angola Press

Angola: Militar acusado de alvejar mortalmente mulher apresenta-se as autoridades

21 Abril de 2017 | 17h42 - Sociedade

Luanda - Um efectivo das Forças Armadas Angolanas (FAA), acusado de ter alvejado mortalmente, na terça-feira, uma mulher de 43 anos de idade, na via alternativa da ex-rotunda do Camama, apresentou-se quarta-feira em companhia de um advogado, na Polícia Militar, informou à Angop hoje, sexta-feira, em Luanda, fonte da Polícia Nacional (PN).

O facto ocorreu na estrada alternativa entre Camama/Golfe II, por volta das sete horas da manhã, num troço que regista muito engarrafamento, por causa do seu mau estado, quando meliantes assaltavam em viaturas em circulação, efectuando disparos.

Supostamente na vã tentativa de dispersar assaltantes, o militar efectuou igualmente disparos, tendo atingido mortalmente a senhora que se fazia transportar numa viatura que seguia a seguir ao seu.

Os assaltantes aproveitam-se do congestionamento de viaturas, resultante das obras no viaduto do Camama, que obrigou a empreiteira a desviar o itinerário para o interior do bairro, para roubar pertences dos ocupantes das viaturas.

A vítima encontrava-se numa viatura próxima a que estava a ser assaltada, na companhia da mãe e de um irmão. Os tiros perfuraram o tejadilho e o porta mala do carro, acabando, um deles, por atíngir mortalmente um dos ocupantes.

A mulher foi levada para o Hospital Geral de Luanda, já sem vida.

De acordo com o director do Gabinete Institucional e Imprensa da Delegação de Luanda do Ministério do Interior, inspector-chefe, Mateus Rodrigues, estão em curso diligências para identificar e prender os assaltantes.