Angop - Agência de Notícias Angola Press

Insecticida "dragão" provoca incêndio em prédio no Lobito

14 Novembro de 2017 | 14h29 - Sociedade

Lobito - Um incêndio de grandes proporções deflagrou, durante os últimos sete dias, num dos apartamentos do prédio Africano, no bairro Morro da Rádio, arredores da cidade do Lobito, após um morador ter colocado um insecticida "dragão" aceso sobre um guarda-fato, apurou hoje (segunda-feira) a Angop de uma fonte dos Bombeiros.

  • Bombeiros numa acção de extinção de incêndios (ARquivo)

Ao falar à Angop, o segundo sub-chefe do Posto de Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros em Benguela, Jorge David, disse que o incêndio começou depois que um adolescente, na tentativa de afastar mosquitos, colocou o insecticida aceso sobre o guarda-fato, num dos quartos do apartamento no terceiro andar.

Contudo, o responsável avançou que o incidente, sem causar vítimas, destruiu o apartamento. Por isso, apelou à população a ter cuidados ao utilizar elementos que podem produzir combustão.

Este caso, segundo Jorge David, figura entre os cinco incêndios registados nos últimos sete dias na província de Benguela pelos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, mais três face ao mesmo período anterior, resultando em prejuízos materiais de 10 milhões e 148 mil kwanzas.

Dos cincos incêndios, como salientou, três ocorreram no município do Lobito, mais precisamente nos bairros Caponte, Restinga e Morro da Rádio, enquanto os dois últimos foram registados nos bairros São João e 71, no município de Benguela.

Apontou que foram afectadas três residências, um restaurante e um poste eléctrico pertencente à Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE).

Na base dos incêndios estiveram três curto-circuitos e duas negligências.