Angop - Agência de Notícias Angola Press

Covid-19: Angola recebe reagentes para 50 mil testes

23 Maio de 2020 | 18h52 - Saúde

Luanda - Vinte e seis toneladas de materiais diversos de biossegurança e hospitalar, com destaque para reagentes para 50 mil testes de diagnóstico, chegaram hoje (sábado - 23) a Angola, para reforçar as medidas de prevenção e combate à covid-19.

A mercadoria faz parte do lote de 380 toneladas, provenientes da China, com realce para ventiladores, mascaras cirúrgicas, mascaras N95 (de uso corrente), fatos de biossegurança, óculos, camas, equipamentos para testagem do RPTCR, batas e luvas, dentre outros materiais gastáveis.

Na recepção aos meios, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, disse que o país já recebeu até ao momento 160 toneladas, das 380 adquiridas na China, e que os 50 mil testes vão alargar a capacidade de rastreio da doença.

Segundo a governante, é fundamental proteger-se todos os profissionais de saúde, entre os técnicos em busca activa (manuseamento directo com casos activos), os de vigilância de saúde pública, os de vigilância epidemiológica e demais intervenientes nessa luta.

“Estamos a reforçar os materiais de biossegurança para garantir que os pacientes, os profissionais de saúde e os familiares dos pacientes, estejam melhor protegidos”, observou a também porta-voz da Comissão Multissectorial para Resposta à Covid-19.

Por outro lado, Silvia Lutucuta explicou que esse material já tem sido distribuído por todas as 18 províncias do país, numa parceria estratégica com as Forças Armadas Angolanas (FAA), em particular a Força Aérea Nacional (FAN).

“Temos uma parceria estratégica com o Ministério da Defesa, não só no âmbito da Comissão Multissectorial, mas também para as acções do sector da Saúde”, salientou, adiantando que “brevemente serão testados os jornalistas, no quadro da testagem comunitária (…)”.

Ainda neste sábado, 10 minutos mais tarde, chegou também a Angola um contingente de cerca de oito toneladas de material diverso de biossegurança, numa doação da “Fundação Jack Ma”, como terceira doação desta instituição, no âmbito do combate a esta pandemia.

Recentemente, disponibilizou, em curto espaço de tempo, quatro e dez toneladas de produtos hospitalares, dentre medicamentos e materiais de biossegurança.

Angola regista 60 casos positivos, três óbitos, 18 recuperados e 39 activos.