Angop - Agência de Notícias Angola Press

Responsável pede envolvimento dos sobas na vacinação

10 Julho de 2019 | 08h28 - Saúde

Dundo - A directora da Saúde Pública e Grandes Endemias na Lunda Norte, Filomena Simão, apelou hoje (quarta-feira), a colaboração das autoridades tradicionais na sensibilização das famílias nas comunidades rurais, a fim de levarem os seus filhos para serem imunizados e evitar que sejam afectados com o vírus da poliomielite.

  • Vacinação para imunização da pólio (arquivo)

Em declarações à imprensa, sobre a campanha de vacinação contra a pólio que decorrerá de 12 a 14 do mês em curso nos dez municípios que compõem a província, Filomena Simão apelou igualmente a população a denunciar igrejas ou autoridades tradicionais que por alguma razão infundada, desencorajarem as pessoas a aderirem à campanha.

Nesta campanha, as autoridades sanitárias na Lunda Norte prevêem vacinar 205 mil e 688 crianças dos zero aos cinco anos de idade, estando disponíveis 242 mil e 612 doses de vacinas.

Para o êxito  estarão envolvidos mais de mil pessoas, entre vacinadores, supervisores, coordenadores municipais e provinciais.

Em Junho deste ano foi igualmente promovida uma campanha do género,  onde foram imunizadas mais de 100 mil crianças dos zero aos cinco anos de idade.

A poliomielite é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contacto directo com fezes ou secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes e causar paralisia.

Nos casos graves, em que acontecem as paralisias musculares, os membros inferiores são os mais atingidos.