Angop - Agência de Notícias Angola Press

Escassez de quadros condiciona atendimento hospital da Barra do Cuanza

15 Abril de 2019 | 17h31 - Saúde

Luanda- O Gabinete provincial de Saúde de Luanda está a trabalhar na perspectiva da reabertura, nas próximas semanas , do hospital da Barra do Cuanza, município de Belas, em Luanda, que esteve condionado ao funcionamento por insuficiência de quadros de diferentes áreas e de logística de apoio à unidade sanitária.

  • Interior do Hospital (Arquivo).

Em declarações à imprensa, no final de um encontro de trabalho sobre o sector, orientado pelo governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova, o director do Gabinete de Saúde da capital do país, Miguel Gaspar, explicou que  a unidade está  a prestar  alguns serviços primários, mas nada que possa aproximar-se da potencialidade que a unidade sanitária possui.

 Realçou que  dado a capacidade tecnológica da unidade, em caso de funcionamento na sua plenitude poderá  resolver casos de grandes complexidades.

 O hospital possui também dois blocos operatórios e tem uma estrutura social de grande valor, estando o GPL  a trabalhar no processo para a sua correcção.  

“Hoje em dia tudo está ligado ao orçamento, não se pode chegar e tirar um cirurgião de local para o outro, sem enquadramento adequado e dentro de um certo ordenamento, estão a preparar um conjunto de medidas a volta desta unidade para resolver-se o problema”, informou o também médico.

Miguel Gaspar acredita que o Hospital da Barra do Cuanza com os dois blocos operatórios existentes em funcionamento poderá ser transformado em unidade  de referência para o Sul da província de Luanda e toda a área Norte do município do Porto Amboim (Cuanza Sul), pela sua localização estratégica e o movimento verificado na estrada Nacional 100.

O hospital inaugurado em 2017, possui 40 camas, bloco Operatório, sala de RX, Reanimação, Cirurgia, Medicina Geral, Estomatologia, Materno Infantil, Morgue e a área dos serviços administrativos.

O distrito da Barra do Cuanza dista a 70 quilómetros a sul do centro da cidade de Luanda e tem uma população estimada em dez mil habitantes.