Angop - Agência de Notícias Angola Press

Técnicos de saúde actualizam conhecimentos sobre malária no Namibe

11 Fevereiro de 2019 | 11h41 - Saúde

Moçâmedes - Um grupo de supervisores do Programa de Luta e Controlo da Malária no Namibe participam de 11 a 15 deste mês numa formação sobre recolha, tratamento, análise e processamento dos dados da doença na província.

Na abertura da referida acção formativa, o director provincial da saúde, Franco Mufinda, salientou que apesar da província estar numa zona de conforto no que toca aos casos de malária, ainda assim constitui preocupação da direcção promover a formação dos técnicos para manter o sistema de alerta montado.

Para melhor controlo e funcionamento do referido programa, o director apontou a necessidade de se apostar no trabalho de recolha de dados da doença mensal, trimestral e anual, criando políticas sanitárias sobre o seu estado endémico.

Salientou que os casos de malária na província do Namibe têm tendência de diminuir. "Temos levado a cabo a distribuição de mosquiteiros tratados a mulheres gravidas e crianças, tratamento preventivo da malária e o controlo mecânico e químico", disse.

O responsável, que não adiantou os dados registados em Janeiro do corrente ano, disse que o sector em 2018 havia notificado 83 mil e 217 casos de malária, que resultaram em 201 óbitos.

"Em 2017, o departamento de controlo de endemias havia registado 77 mil e 227 casos de malária com 205 óbitos", acrescentou.

O supervisor provincial de luta controlo da malária, João Tchipiagarantiu existir na província fármacos suficientes para atender a demanda populacional que ocorrem os serviços de saúde em busca dos primeiros socorros.

Aconselhou a população a recorrer aos serviços de saúde quando sentir algum sintoma de paludismo ou de outra doença e não automedicarem-se, provocando assim outras complicações.