Angop - Agência de Notícias Angola Press

Responsável exorta funcionários absterem-se de práticas de suborno

12 Setembro de 2019 | 00h03 - Política

Menongue - A delegada da Justiça e dos Direitos Humanos no Cuando Cubango, Dirce da Silva, exortou, esta quarta-feira, em Menongue, os funcionários públicos absterem-se de práticas ilícitas e denunciarem os que ainda insistem em enveredar em actos de suborno nas instituições do Estado.

A responsável falava na abertura da campanha de moralização da sociedade e combate à impunidade, promovida pelo sector da Justiça e Dieritos Humanos.

Disse ser necessário combater seriamente as práticas ilicitas que têm prejudicado a sociedade, falta de confiança nas instituições do Estado e má gestão do erário.

Para si, a corrupção e a impunidade são actos que contribuem negativamente para o desenvolvimento da economia nacional. "Corromper para favorecer uns e prejudicar outros são actos que devem ser combatidos não só pelo Executivo mas pela sociedade em geral".

Dirce da Silva exortou, também, os funcionários de diversas instituições estatais para assumirem o compromisso do bem comum.

Por outro lado, o consultor do ministro da Justiça e Direitos Humanos, Sebastião Rocha, aclarou que a palestra visou munir os funcionários da justiça com ferramentas para o combate à corrupção no local de trabalho, promoção e resgate dos valores morais e à promoção da cultura de denúncias na sociedade.