Angop - Agência de Notícias Angola Press

PGR poderá averiguar denúncias sobre Mirex

06 Dezembro de 2018 | 20h09 - Política

Luanda - A Procuradoria-Geral da República (PGR) poderá averiguar a fundamentação das denúncias sobre as alegadas irregularidades ocorridas no Ministério das Relações Exteriores (Mirex) e definir a possibilidade de abertura ou não de um processo de inquérito.

  • Procurador-geral-adjunto da República, Pascoal Joaquim
  • Directora nacional de Prevenção e Combate à Corrupção, Inocência Pinto

A denúncia sobre eventuais irregularidades no Mirex, com maior incidência em algumas missões diplomáticas e consulares de Angola, foi feita recentemente pelo ex-inspector-geral da instituição, António Lima Viegas, nas redes sociais.

Questionado sobre o assunto,  no termo do encontro entre a PGR e responsáveis dos órgãos de comunicação social, o procurador-geral-adjunto da República, Pascoal Joaquim, não confirmou nem negou a recepção das denúncias.

No entanto, referiu que “as denúncias que eventualmente se vêem nas redes sociais são questões que emergem, muitas vezes, sem fundamentos necessários”. Segundo acrescentou, a instituição não vai deixar de desenvolver o seu papel, se o assunto for levado à Procuradoria-Geral da República.

Ainda sobre o assunto, a directora nacional de Prevenção e Combate à Corrupção, Inocência Pinto, confirmou à Angop a recepção de algumas denúncias sobre o Mirex, tendo realçado que o inquérito não é público.

“Temos conhecimento da situação e a seu tempo daremos conta do facto”, informou.

A Directora Nacional de Prevenção e Combate à Corrupção tem, entre outras funções, investigar,  por via de inquéritos,  actos de corrupção ou de fraudes praticados por agentes públicos (....).