Angop - Agência de Notícias Angola Press

Polícia Nacional redobra acções de combate aos crimes violentos no país

12 Outubro de 2017 | 18h23 - Política

Lubango - O Comando Geral da Polícia Nacional (PN) vai continuar a incrementar acções de combate à criminalidade violenta, através da aquisição de novos meios e potenciação dos recursos humanos disponíveis, visando melhorar e aprimorar cada vez mais a manutenção da ordem e da tranquilidade públicas no país.

  • Salvador Rodrigues - Segundo Comandante Geral da Polícia Nacional

O facto foi reafirmando hoje, quinta-feira, à imprensa no Lubango pelo segundo comandante-geral da PN para a área de Protecção e Intervenção, Salvador Rodrigues, após um encontro mantido com o Conselho Alargado daquele órgão do Minint, no quadro da sua visita de três dias à província da Huíla, onde avalia o andamento técnico e operacional da corporação.

Segundo o oficial superior, a Polícia Nacional, de forma paulatina, vai reequipar as forças no intuito de acabar ou diminuir os obstáculos, nomeadamente os furtos, roubos, assalto a mão armada, entre outras práticas que possam perturbar a população.

Relativamente à situação criminal, na Huíla, considerou de calma, uma vez que os efectivos têm controlada a situação operativa nos 14 municípios da província, impondo a ordem que se pretende.

“O crime na província está numa percentagem muito baixa, não é assustador, está tudo sob controlo, não há com que se preocupar pois tem uma média de dois a três casos por dia”, disse.

Numa abordagem sobre a questão técnica e operacional, isto é, meios para a actividade da corporação, Salvador José Rodrigues assinalou haver um esforço do ministério do Interior e do Comando Geral, no sentido de dotar todos os comandos provinciais com os meios necessários por formas a que as esquadras, unidades operativas, unidade de trânsito e de todas os órgãos que concorrem para o combate ao crime possam desenvolver a sua acção com eficácia.

Entretanto, manifestou-se ainda preocupado pelo facto de a Huíla registar inúmeros casos de acidentes de viação, alguns dos quais provocados pelo mau estado técnico de algumas viaturas.  

No quadro da sua visita, o segundo comandante-geral da Polícia Nacional manteve um encontro de cortesia com o governador, João Marcelino Tyipinge.