Angop - Agência de Notícias Angola Press

Angola e Gabão acertam passo para o Festikongo2019

16 Maio de 2019 | 15h09 - Lazer e Cultura

Luanda - A secretária de Estado da Cultura, Maria da Piedade de Jesus, abordou, nesta quinta-feira, com o conselheiro da embaixada do Gabão, Wilfrid Ndunjdi Mundungue, aspectos relacionados com a participação deste país na primeira edição do Festival Internacional do Kongo (FestiKongo 2019), a ter lugar entre 5 a 8 de Julho, na cidade de Mbanza Kongo.

  • Secretária de Estado da Cultura reúne-se com conselheiro da Embaixada do Gabão
  • Secretária de Estado da Cultura, Maria da Piedade de Jesus
  • Wilfrid Ndunjdi Mundungue, Conselheiro da embaixada do Gabão

A realização regular do FestiKongo é uma das exigências da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura ( UNESCO), a par de outras que estão a ser executadas pelo Executivo angolano, no quadro da inclusão da antiga capital do Reino do Kongo na lista do património mundial.

Durante as festividades está previsto, entre outras actividades, uma feira do livro, do artesanato, gastronomia, atelier de artes, uma exposição itinerante "Mbanza Kongo - Património Mundial - Vestígios da Capital do Antigo Reino do Kongo", que passará por diversas cidades do país, apresentando a história da secular cidade, conhecida como Mbanza Kongo, através de materiais audiovisuais e suportes gráficos.

A secretária de Estado afirmou que Angola pretende a participação directa e activa dos vizinhos Congo Brazzaville, Gabão e Congo Democrático, por se tratar de uma actividade que tem como particularidade a promoção, valorização da cultura dos quatro países.

Maria da Piedade de Jesus  acrescentou que durante a jornada, os povos da região vão puder manter contacto directo  e trocar ideias.

Por seu turno, o diplomata gabonês,  Wilfrid Ndunjdi Mundungue, que confirmou a presença no evento, fez saber que  servirá para a troca de ideias e o incremento do intercâmbio cultural.

Wilfrid Ndunjdi Mundungue adiantou que o Gabão vai trazer o que de melhor tem em termos de produção cultural, particularmente nas vertentes de dança, música, artes plásticas.

Mbanza Kongo ostenta actualmente a categoria de Património Cultural da Humanidade, em cuja lista da UNESCO foi inscrita a 08 de Julho de 2017.

O Ministério da Cultura (Mincult) está apostado em transformar o sítio histórico de Mbanza Kongo, antiga capital do Reino do Kongo, em produto turístico cultural, promovendo, para o efeito, uma mega campanha, no quadro das festividades da sua elevação a património mundial da UNESCO.