Angop - Agência de Notícias Angola Press

Ministra da Cultura apela ao patriotismo e criatividade aos agentes do Carnaval

12 Janeiro de 2018 | 14h22 - Lazer e Cultura

Luanda - A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, apelou, nesta sexta-feira, ao patriotismo e ao poder criativo dos integrantes dos grupos carnavalescos, para que nos dias 10, 11 e 13 de Fevereiro se possa dançar o Carnaval nas ruas e bairros do país.

  • Ministra da Cultura, Carolina Cerqueira (centr.)
  • União Mundo da Ilha, vencedor da edição 2017

Em entrevista à imprensa no final de um encontro com os responsáveis dos grupos carnavalescos de Luanda para uma abordagem sobre o ponto de situação do Entrudo 2018, Carolina Cerqueira destacou a necessidade de os agentes ligados ao Carnaval, em função da situação actual do país, apostarem no espírito criativo para que possa corresponder à dimensão da cultura angolana.

Diante dos problemas apresentados pelos responsáveis dos grupos carnavalescos, concretamente ligados a recepção tardia do apoio financeiro destinado a compra de material, Carolina Cerqueira afirmou que o Executivo tudo está a fazer para colocar ao dispor das agremiações as condições indispensáveis.

Para o efeito, a governante apelou à calma e ao empenho de todos para que o Carnaval 2018 aconteça dentro do espírito de irmandade e de solidariedade.

Aos grupos, ficou ainda o apelo para se empenhem na busca atempada de patrocínios, não esperando somente o apoio financeiro e material do governo, como forma de melhor se prepararem e se apresentarem nos desfiles.

Carolina Cerqueira anunciou ainda a participação de grupos de outras províncias no Carnaval de Luanda, a título não competitivo, como forma de se começar já a pensar no Carnaval Nacional.

“É uma fase piloto. A ideia é que nos próximos anos possamos ter uma fase final do Carnaval com a participação de grupos de todas as províncias”, reforçou.

Em função da vinda de grupos de outras províncias, a ministra apelou aos colectivos de Luanda para mostrarem-se solidários e ajudem na integração dos mesmos.

Durante o encontro os responsáveis dos grupos manifestaram-se inquietos face ao atraso na distribuição dos apoios, factor que pode contribuir para uma má apresentação nos desfiles na Nova Marginal.

A presente edição do Carnaval de Luanda, segundo a Comissão Provincial, contará com a participação de 13 grupos na classe A, 16 na classe B e 15 na classe C (infantil).