Angop - Agência de Notícias Angola Press

Mincult projecta parceiria com escolas de arte de Portugal

19 Maio de 2017 | 18h21 - Lazer e Cultura

Luanda - O intercâmbio e a troca de experiência nos domínios da formação artística e gestão, inspirados nos modelos da Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo ( ESMAE) e da Escola Superior de Média Artes e Design (ESMAD), despertaram o interesse da ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, quando visitou hoje, sexta-feira, as duas instituições de formação artística da cidade do Porto, Portugal.

  • Carolina cerqueira - Ministra da Cultura (à esquerda) cumprimenta académica portuguesa, durante vista a instituição de formação artística do porto
  • Delegação do Ministério da Cultura (à esquerda) durante a visita da Ministra ao Porto
  • Encontro de trabalho entre delegação do Ministério da Cultura e responsáveis de instituições culturais do Porto
  • Foto em Família durante a visita da Ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, (centro), ao Porto

A delegação do Ministério da Cultura efectuou visita às duas instalações de ensino no sentido de captar valências para o Complexo das Escolas de Artes (CEARTE) e identificar áreas de colaboração, principalmente no domínio de formação artística, garantindo ferramentas necessárias para lançar jovens no mercado do trabalho, através da sua especialização nas áreas das indústrias criativas.

Foi dado a conhecer à delegação angolana os passos que foram desenvolvidos para a internacionalização das duas escolas e das suas vocações para o ensino superior e  técnico artístico, cujo prestígio é reconhecido a nível da União Europeia (UE).

A ESMAE possui um corpo docente de 150 professores, de 20 diferentes nacionalidades, tornando-a numa escola multi-diversificada e de grande prestígio na comunidade europeia.

A referida instituição pertence ao Instituto Politécnico do Porto e surgiu (1994) após a extinção da Escola Superior de Música, com a intenção de alargar a sua oferta de cursos de graduação para outras áreas artísticas além da música.    

Carolina Cerqueira deu a conhecer o programa de formação do CEARTE, enquadrado na Lei de Base do Ensino Artístico, e manifestou o interesse de reforçar a cooperação e o intercâmbio  no âmbito da formação artística tendo em vista as recomendações saídas na última reunião dos ministros da Cultura da CPLP, realizada em Abril, do corrente, em Salvador da Bahia-Brasil.

A Escola Superior de Media Artes e Design aberta há pouco mais de  um ano se assume como referência nacional e internacional na formação de profissionais competitivos, criativos e inovadores nos domínios do Design, Cinema, Fotografia, Multimédia e Web, turismo e hotelaria.

Segundo a visão da ministra da Cultura, é de extrema importância potencializar o CEARTE nos novos domínios da formação artística e na sua internacionalização para servir o meio académico artístico angolano e a longo prazo também os países da SADC e da CPLP, conforme previsto no programa da referida escola.

O CEARTE foi inaugurado em 2015 e ministra os cursos de Pedagogia e Criação Artística (na vertente das artes visuais e plásticas, dança, criação e Interpretação, música e produção na vertente do teatro).

O complexo foi criado pelo Decreto Executivo Conjunto n° 01/2015 de 13 de Julho, dos ministérios da  Cultura e da Educação e tem a superintendência da Direcção Nacional  de Formação Artística do Ministério da Cultura e da Direcção do Ensino Técnico Profissional do Ministério da Educação, nos termos e limite da lei.

Fizeram parte da delegação angolana, chefiada por Carolina Cerqueira, a directora do Gabinete de Comunicação e Imprensa, Marlene Gomes, a consultora da ministra,   Liliana  Reis, o vice-cônsul do Porto, José de Guerra, e o adido cultural da Embaixada de Angola em Portugal, Luandino de Carvalho.