Angop - Agência de Notícias Angola Press

Associação "Onjoi" oferece material didáctico a crianças desfavorecidas na Ganda

11 Fevereiro de 2019 | 12h36 - Educação

Ganda - Cerca de quatrocentas crianças da escola do ensino primário ?Pio XII? beneficiaram, neste fim-de-semana, no município da Ganda (Benguela), de um lote de material didáctico diverso doado pela ONG Associação Nacional de Jovens Solidárias "Onjoi".

  • Sala de aulas

O gesto, enquadrado na campanha de solidariedade para com as crianças vulneráveis a frequentar o presente ano lectivo nas áreas rurais, consistiu na entrega de cadernos, esferográficas, lápis de cores, borrachas, afia-lápis e outros materiais.

Na ocasião, foram ainda distribuídas 400 mochilas e procedeu-se a entrega de 100 cadeiras pré- fabricadas, com vista a minimizar a falta de carteiras naquele estabelecimento de ensino, com quatro salas de aula.

No presente ano lectivo/2019, a escola primária “Pio XII” matriculou 452 alunos da iniciação até a 4ª classe.

A acção solidaria da Onjoi foi extensiva aos líderes da comunidade residente junto da escola, que receberam bens alimentares como arroz, sal, óleo vegetal e refrigerantes.

Abordada pela Angop, a líder da referida associação em Benguela, Sayanora Beatriz Prata, assegurou que esta acção de apoio às camadas mais desfavorecidas da sociedade vai continuar, não só na Ganda, como noutras áreas.

Por seu turno, o director da Repartição de Educação na Ganda, Afonso Sapalo, louvou a iniciativa e encorajou essa e outras instituições a prosseguirem nesta senda.

Em Dezembro passado, a Onjoi (sonho) já havia doado na Ganda bens diversos, como brinquedos, vestuários, calçados, material didáctico e desportivo, bens alimentares e outros mimos, a mais de 200 crianças acamadas no hospital pediátrico e acolhidas no centro infantil “Ombewa”, bem como 140 rapazes do internato da Missão Católica do Dunde.

A criação desta associação (Onjoi) foi uma iniciativa de duas irmãs, Irina Jussara Octávio Prata e Sayanora Beatriz Prata, um ano depois de depararem- se com o drama de muitas crianças hospitalizadas na Ganda.

Daí lançaram - se em campanha de angariação de bens junto de amigos, familiares, entidades públicas, privadas, naturais e amigos da Ganda, Benguela, Luanda, Portugal, Inglaterra e Canadá, onde têm apoios em prol dos mais desfavorecidos.