Angop - Agência de Notícias Angola Press

Professor deve ser centro da reforma educativa - docente universitário

11 Outubro de 2018 | 12h58 - Educação

Luanda - O docente da Universidade Católica, Laurindo Viagem, considerou que Angola só terá um ensino de qualidade se tiver em conta a figura do professor, por ser a figura central para que a educação avance.

“O professor deve ser o centro porque é ele que desenvolve e levar a reforma para a sala de aulas”, justiçou, em declarações à Angop a margem da primeira Jornada Técnica e Cientifica da direcção municipal da educação do Kilamba Kiaxi.

Segundo o docente, o modelo educativo angolano, por vezes, não avança porque é desenhado sem se ter em conta o professor, que, na sua óptica, deve ser bem preparado com toda a sua competência para o desenvolver.

O professor, reforçou, deve ser bem preparado, ter capacidades de conhecimento, metodológicas e éticas, porque ao contrário, o projecto de reforma não avança.

Chamou também atenção aos professores que se dedicam à docência por necessidade. “ A docência é uma vocação e o professor precisa estar vocacionado para a profissão”, recordou, alertando que a educação não deve servir como plataforma para conseguir emprego.

“Se alguém busca a docência como uma porta para o emprego dificilmente será profissional e parafraseado S, Tomas de Aquino, afirmou que educar é ajudar os outros a ser prefeito e para tal é necessário vocação.

Por outro lado, Laurindo Viagem alertou as famílias para que assumam as suas responsabilidades na educação e cuidado dos filhos e ensinem os filhos que na vida existem limites e normas.

Chamou também atenção para a dimensão afectiva que deve existir entre os membros da família, indicando ser muito importante, porque se uma pessoa não se sente querida e protegida pode desenvolver comportamentos inadequados.

A Jornada Técnica e Cientifica da Educação decorre sob o lema - Educação Caminho para a Mudança, com o objectivo de reflectir sobre a situação da Educação no Kilamba Kiaxi.

Constam da agenda os temas Estado Actual e Perspectivas de Desenvolvimento da Educação no Município, Factores de Violência nas Escolas do Município: Propostas de Estratégias de Intervenção.

Fazem também parte dos temas Reflexão sobre a Importância e Concepção do Projecto Educativo e Gestão Pedagógica, Uma Analise Critica sobre Qualidade de Ensino vs Resultado.