Angop - Agência de Notícias Angola Press

IFC abre escritório e garante aumento de financiamento

08 Novembro de 2019 | 19h23 - Economia

Luanda - A Corporação Financeira Internacional (IFC), um dos "braço" do Banco Mundial (BM) abriu nesta sexta-feira, o seu escritório em Luanda ( Angola), no quadro do incremento da carteira de financiamento para o sector privado.

  • IFC-Internacional Finance Corporation Inaugura Escritório em Luanda
  • Mesa de Presidium na Inauguração dos Escritório da IFC
  • Sérgio Pimenta vice Presidente do IFC para o Médio Oriente e África

Com uma carteira de investimento de 111 milhões de dólares americanos que se destina apoiar, através de empréstimos às pequenas e médias empresas, com a abertura dos escritório em Luanda, o IFC prevê o aumento deste financiamento, de acordo com o seu vice-presidente para o Médio Oriente e África, Sérgio Pimenta.

Falando no acto de inaugural dos escritório,  cuja placa foi descerrada pela ministra das Finanças,  Vera Daves,  o oficial do IFC referiu que  com o  gabinete permanente em Angola,  a corporação vai contribuir para uma colaboração mais próxima com os parceiros dos sectores público e privado do país.

No quadro do diagnóstico prévio feito, são áreas estratégicas do IFC, em termos de financiamento, o sector agro-alimentar, logística, turismo e acesso ao crédito bancário.

“ Queremos fazer crescer esta carteira e é por isso que estamos a abrir os nossos escritórios em Angola. Com a nossa presença vamos trabalhar directamente com o sector privado e o governo, quer como produto financeiro e quer  como produto conselheiro”, garantiu o oficial do IFC.

Apoiar a criação de mercados em  Angola  e  responder  a  tempo as  oportunidades e  desafios  que  surgem, são entre outras  estratégias do IFC.

“ Temos muito interesse em colaborar com Angola no sentido de melhor alavancar os seus activos e realizar as suas potencialidades de crescimento e de redução da pobreza” ,  avançou Sérgio Pimenta.

 Para o IFC, Angola é uma das economias menos diversificadas do mundo.

O relatório publicado recentemente publicado pelo  IFC  e o Banco Mundial  titulado “ Criação de Mercados  em Angola: Diagnostico do Sector Privado do País”, identifica os desafios económicos  que o país  enfrenta , além das inúmeras  oportunidades  para  estimular  o desenvolvimento  e  o crescimento  económico sustentáveis,  catalizando o poder  do sector privado.

 Com a abertura do  escritório em Luanda, o IFC eleva o número de gabinetes em África para 23, estando previsto a abertura de mais nove até o encerramento do ano  fiscal.

 Como maior instituição  global  de desenvolvimento centrada no sector privado nos mercados  emergentes, actualmente,  colabora com mais de  duas mil empresas  em todo mundo,  utilizando  o  seu capital,  conhecimento e influência  para  criar  mercados e  oportunidades onde mais são precisos.

 No  final fiscal  de 2019,  o IFC concedeu  em USD  19  milhões de  dólares em  financiamento de longo prazo  aos países  em  desenvolvimento, alavancando o poder  do sector  privado  no sentido de  erradicar  a pobreza.