Angop - Agência de Notícias Angola Press

Basquetebol: Petro reafirma conquista da Liga africana

12 Fevereiro de 2020 | 18h39 - Desporto

Luanda - O vice-presidente para o basquetebol do Petro de Luanda, Artur Barros, afirmou, hoje (quarta-feira), ter plantel à altura para conquistar a 1ª edição da Baskteball African League (BAL), cuja primeira fase realiza-se de 13 a 15 de Março próximo, no Senegal.

  • Artur Barros, vice-presidente do Petro

Em declarações à Angop, o responsável avançou a intenção de reforçar o grupo com um atleta estrangeiro, apesar de ter já o norte-americano Antawn Scott e Abubacar Gakou, visto que a competição permite quatro expatriados.

Sem avançar nomes, origem, nem posições, Artur Barros apontou a situação cambial que se vive actualmente como principal pendente, pelo que se procurar encontrar atleta que aceite ser pago em kwanzas, moeda nacional.

"O campeonato nacional é para aumentar o ritmo competitivo do grupo e manter a forma desportiva dos jogadores, sublinhou, afastando a possibilidade de a equipa realizar estágio de preparação, no exterior, para a liga africana.

O Petro disputa a fase de grupos com as formações GS Petroliers da Argélia, AS Police (Mali), GMN Basket (Madagáscar), AS Douanes (Senegal) e AS Salé (Marrocos).

Noutra série jogam River Hoopers (Nigéria), Ferroviário de Maputo (Moçambique), US Monastir (Tunísia), Zamalek (Egipto), FAP (Camarões) e Patriots (Rwanda).

Os petrolíferos conquistaram a Liga Africana de Clubes em 2006 e 2015. O troféu está em posse do 1º de Agosto, que venceu pela nona vez em 2019.  

Agora denominada Basketball African League (BAL), a competição vai decorrer por fases em vários países, sendo a primeira de 13 a 15 de Março, no Senegal, a segunda em Luanda (10 a 12 de Abril), a terceira e última da etapa regular no Marrocos, de 8 a 10 de Maio.

Os quartos-de-final acontecem nos dias 26 e 27 de Maio no Rwanda e posteriormente as quatro finalistas defrontam-se no sistema “final-four” de 29 a 31 de Maio, também no Rwanda, sagrando-se campeã aquela que somar maior número de vitórias.

O vencedor da BAL vai receber um prémio de 150 mil dólares, o segundo 75 mil, o terceiro 55 mil e quarto 25 mil usd.

O Petro disputa a fase de grupos da BAL com as formações GS Petroliers da Argélia, AS Police (Mali), GMN Basket (Madagáscar), AS Douanes (Senegal) e AS Salé (Marrocos).

Noutra série jogam River Hoopers (Nigéria), Ferroviário de Maputo (Moçambique), US Monastir (Tunísia), Zamalek (Egipto), FAP (Camarões) e Patriots (Rwanda).