Angop - Agência de Notícias Angola Press

Futebol: Feitos angolanos e do continente perpectuados em Livro

10 Outubro de 2019 | 01h08 - Desporto

Luanda - Feitos relativos ao futebol angolano, em particular, e africano, no geral, estão perpectuados no livro intitulado "62 anos de CAN e 23 anos com Palancas" do jornalista desportivo Carlos Pacavira lançado, quarta-feira, em Luanda.

  • Selecção de Angola no CAN 2019 disputado no Egipto

A cerimónia decorreu no Mausoléu Agostinho Neto e foi presenciada pelo secretário de Estado dos Desportos, Carlos Almeida, além de outras individualidades ligadas ao futebol.

A obra, que resulta de uma pesquisa do seu autor, contém 128 páginas, tem uma tiragem inicial de quatro mil exemplares e foi editada pela Damer Gráfica.

O manual é fruto de pesquisas do autor sobre números e outros dados sobre o futebol africano e faz incursão pelas 32 edições dos campeonatos africanos da modalidade disputados desde 1957, no Sudão, e súmula das oito participações de Angola nesta competição.

Carlos Pacavira introduz no livro breves textos, com as respectivas imagens, legendas e números estatísticos.

"Trata-se, na verdade, de um documento de grande serventia que visa, acima de tudo, reavivar a nossa memória colectiva”, referiu o jornalista da Rádio 5, no acto de apresentação da obra.     

Disse que os resultados de todas as finais dos campeonatos africanos e respectivos autores dos golos estão retratados no livro, que vem poupar o esforço dos críticos da "coisa desportiva" no que toca à documentação para garantir melhor sustentabilidade às suas matérias.

Salientou que a participação de Angola na prova, que remonta de 1996, na África do Sul, é merecedora de abordagem especial, que, além dos resultados dos jogos efectuados nas oito participações, destaca os seus principais actores, no caso, atletas e seleccionadores.

“Aqui, Oliveira Gonçalves tem o recorde, por ter orientado os Palancas em duas edições, nomeadamente no Egipto'2006 e Ghana'2008”, salientou.

Reconheceu que para o êxito da obra teve a colaboração de alguns colegas, com realce para Edson Macedo, responsável pela paginação, e Dinho Soares, que ajudou na compilação de alguns dados estatísticos, além dos patrocinadores.

Informou que depois deste lançamento oficial, o manual será vendido e autografado em outros locais do país, a serem indicados posteriormente.

No estrangeiro, ressaltou, o livro poderá chegar em países com vasta comunidade angolana como Portugal e Inglaterra.

"Pensamos também numa sessão de vendas no Brasil, à margem do campeonato do mundo de Sub-17”, revelou Carlos Pacavira.

Anunciou para os próximos tempos a publicação de um livro com o título"Lendas do Desporto", que visa imortalizar agentes do desporto, que no período pós-independência do país marcaram com competência os grandes palcos, como dirigentes, treinadores, atletas, árbitros e jornalistas.

O autor fez questão que a data de lançamento do livro coincidisse com o 14º aniversário da qualificação dos Palancas Negras ao Mundial de 2006, 8 de Outubro de 2005, em Kigali, no Rwanda.

À margem da cerimónia do lançamento do livro, decorreu uma homenagem aos integrantes da referida selecção, com entrega de diplomas, numa iniciativa da direcção da Federação Angolana de Futebol (FAF).

O momento foi marcado por emoção e nostalgia, principalmente quando se divulgou trechos do relato do golo marcado pelo então capitão Akwá, que permitiu a qualificação do país ao mundial da Alemanha2006.         

O antigo treinador Oliveira Gonçalves e outros protagonistas da proeza fizeram retrospectivas do feito inédito, que mereceram aplausos por parte da plateia.    

Esta é a quarta obra do autor, depois do “Trumuno” (volume I), “Trumuno” (volume II), e “Angola memórias de um CAN exemplar”.