Angop - Agência de Notícias Angola Press

Basquetebol: Petro e D'Agosto abrem sexta-feira época 2019/20

09 Outubro de 2019 | 19h18 - Desporto

Luanda - As equipas seniores masculinas de basquetebol do Petro de Luanda (campeão nacional em título) e 1º de Agosto, detentor da Taça de Angola, disputam sexta-feira, no pavilhão da Cidadela, na capital do país, a 27ª edição da Supertaça, prova que marca a abertura da época 2019/20.

  • Petro - 1º de Agosto (arquivo)

A iniciar às 19:00, o jogo é aguardado com certa expectativa e acontece num momento ímpar destas formações, no que concerne a mais alta competição, pois os petrolíferos têm presença garantida, este ano, na Liga Africana de Clubes e os “militares” não dispõem de tal prorrogativa, embora sejam os campeões continental.

Mas tal particularidade pode ser motivadora para ambos na “luta” pelo primeiro troféu da temporada, se ter em conta as movimentações/contratações e posições assumidas pelas partes, com realce para os “agostinos” que, após consumada a ausência na competição africana, definem como meta a conquista de todas as provas internas, nomeadamente Supertaça, Taça de Angola e Campeonato Nacional.

Em campo estarão adversários equiparados do ponto de vista competitivo, recaindo algum favoritismo para o Petro, cujo plantel está quase preenchido com as aquisições dos postes Valdelício Joaquim e Jone Pedro, além de dispor de individualidades como Carlos Morais, Leonel Paulo e Gerson Lukene.

A prestação evidenciada, na última época, pelo conjunto do “Eixo-viário”, sob comando técnico de Lazare Adingono, reforça o prognóstico, numa altura em que a equipa “afirma-se” mais rejuvenescida em relação ao oponente e capaz de alcançar a sétima Supertaça "Wlademiro Romero", troféu que ganhou pela última vez na temporada 2014/15.

Dentre outros “desconfortos”, a rapidez imprimida pelo Petro, em particular o seu base Childe Dundão, tem sido dos principais problemas para o grupo às ordens de Paulo Macedo, que não conta para este jogo com os préstimos do base Emmanuel Quezada, uma das suas melhores unidades.

Sem grandes contratações para a presente temporada, o 1º de Agosto, que persegue a 14ª Supertaça, juntou ao plantel anterior o extremo-poste norte-americano Jamar Samuels, oriundo do Makabi Kiryat do Israel, com o qual não contará também sexta-feira, e o poste Teotónio Dó, ex-ASA.

Do lado petrolífero regista-se a ausência do extremo Olímpio Cipriano, em Portugal, por razões familiares.

Jogadores disponíveis:

Petro de Luanda: Childe Dundão, Joaquim Pedro, Divaldo Mbunga, José António, Carlos Morais, Leonel Paulo, Benvindo Quimbamba, Abubakar Gakou, Jone Pedro e Valdelício Joaquim.

1º de Agosto: Pedro Bastos, Carlos Cabral, Hermenegildo Santos, Malick Cissé, Edson Ndoniema, Armando Costa, Felizardo Ambrósio, Muto Fonseca, Eduardo Mingas, Milton Valente, Tárcio Domingos, Teotónio Dó e Islando Manuel.

Iniciada em 1994, com a conquista do Petro de Luanda, a Supertaça, competição dominada pela formação “rubro-negra” com 13 troféus (5 consecutivos), viria a denominar-se Wlademiro Romero em 2006. O Petro tem seis conquistas, o ASA três, o Libolo três e o Interclube uma.