Angop - Agência de Notícias Angola Press

Resenha: Prisão do presidente da CAF no destaque da semana

09 Junho de 2019 | 14h59 - Desporto

Luanda - A detenção do presidente da CAF em París, Ahmad Ahmad, do Madagáscar, por 24 horas, foi o assunto desportivo de maior relevância dos últimos sete dias, no contexto africano.

  • Semana termina com mancha no futebol africano

O também vice-presidente da FIFA foi quinta-feira detido para interrogatório quando participava do 69º congresso do órgão reitor do futebol mundial, que reelegeu Gianni Infantino ao cargo de presidente do organismo.

Ahmad Ahmad, eleito em 2017, em substituição do camaronês Issa Hayatou,  foi libertado sexta-feira sem acusação formalizada ou pedido de caução, depois de ter sido interrogado pelas autoridades francesas por suspeita de corrupção.

Em sentido positivo, a selecção feminina de basquetebol qualificou-se para o Afrobasket2019, em Agosto próximo, no Mali, ao vencer domingo o Zimbabwe, por 90-64, no segundo jogo do Zonal IV, em prova decorrida  na capital zimbabweana (Harare).

Após triunfo na primeira partida do torneio com apenas dois concorrentes (99-53), Angola estará pela terceira vez  numa prova do género, depois de Bamako''2011 e Maputo'2013. 

Do futebol, a seleção nacional venceu sábado a Guiné – Bissau, por 2-0, dando uma boa amostra do que poderá ser a sua participação no CAN, que inicia no próximo dia 21, no Egipto.

Estas duas formações preparam em Portugal as respectivas presenças no evento continental. Ladislau e Mabululo, este último melhor marcador do Girabola2018|19 marcaram os únicos tentos do amistoso.

Na prova do Egipto, Angola está no Grupo E, com a Mauritânia, Mali e Tunísia, ao passo que a Guiné-Bissau defronta no Grupo F o Benin, Ghana e Camarões.

Ao longo dos sete dias foi confirmada a equipa técnica da selecção nacional de hóquei em patins, visando o Campeonato do Mundo, de 6 a 14 de Julho deste ano, em Espanha, após pedido de demissão desta por falta de condições de trabalho e pagamento de prémios de jogos.

Fernando Fallé, António Victor (treinador-adjunto), Mauro Almeida (treinador de guarda-redes) e António Ferraz (preparador físico) orientam a seleção até final do evento, segundo decisão saída de uma reunião entre o seleccionador e a direcção da federação, realizada na última sexta-feira.

No Mundial, o combinado nacional está no grupo A, com a Itália  (adversária de estreia no dia 6), Espanha e França.