Angop - Agência de Notícias Angola Press

Andebol: Triunfo dos masculinos frente ao Qatar motiva e orgulha angolanos

12 Janeiro de 2019 | 01h02 - Desporto

Luanda - A vitória da selecção nacional sénior masculina de andebol na sexta-feira, na Dinamarca, na estreia do Campeonato do Mundo, por 24-23, deixa os angolanos em geral motivados e orgulhosos para os desafios que se avizinham.

Reagindo à Angop, o  director Nacional dos Desportos, Nicolau Daniel, admitiu que outras vitórias puderam surgir nos próximos quatro jogos da  fase de grupos.

“ Foi um jogo difícil, se olharmos para o resultado, mas a forma de encarar os adversários que se seguem vai ser outra, tendo em atenção o resultado obtido", frisou.

Para o vice-presidente da Federação Angolana de Andebol (FAAND), Zeca Venâncio, uma vitória no começo de um campeonato do mundo, como a de Angola,  deixa qualquer atleta ou treinador com outras aspirações.

“ Pedimos a equipa técnica que fizesse um bom trabalho na fase de preparação, o que veio acontecer e vencemos um dos fortes adversários do grupo. É preciso continuar a acreditar de jogo para jogo”, disse.

O também antigo internacional angolano, disse que a vitória frente a um vice-campeão do mundo moraliza ainda mais os jogadores, e uma  segunda vitória permite o grupo pensar já no apuramento para a outra fase.

A selecção, liderada por Filipe Cruz, volta a jogar, no pavilhão Royal Arena de Copenhaga, domingo, às 18h00, com a Hungria, para segunda jornada do  grupo D na prova que encerra dia 27 do corrente.

O sete nacional, que participa pela quarta vez num Campeonato do Mundo (2005, 2007 e 2017) almeja melhorar a vigésima quarta e última posição obtida na edição passada "França2017", a pior de sempre.

Na primeira participação, em 2005, na Tunísia, os angolanos ficaram na 20ª posição e na segunda, Alemanha2007, quedaram-se em 21º, enquanto em França, em 2017,  ocuparam o último lugar, 24º.