Angop - Agência de Notícias Angola Press

Afrotaças: Ex-internacional propõe novo paradigma

15 Maio de 2018 | 19h55 - Desporto

Luanda - O 1º de Agosto deve explorar melhor o jogo ofensivo sem descurar a defesa, além da necessária mudança de paradigma das equipas nacionais que procuram o empate quando jogam na condição de visitantes, afirmou o ex - internacional Albino António Carnaval.

  • 1º de Agosto perde em Swatini (arquivo)

Em declarações nesta terça-feira à Angop, em Luanda, a propósito da derrota de 0-1 do clube "militar" diante do Mbabane Swallows de Swatini (ex-Suazilândia), para a 2ª jornada do grupo - D, da Liga Africana de Clubes Campeões em futebol, sugeriu postura ofensiva em Julho próximo quando os angolanos se deslocarem ao reduto do Zesco United da Zâmbia.

O antigo guarda-redes, que se notabilizou no Mambroa do Huambo e na selecção nacional, reconhece o grau de dificuldade em provas do género, mas reitera a necessidade de aumento do jogo ofensivo se o objectivo for vitória.

Apesar de já ter empatado na ronda inaugural, em Luanda, com o Etoile Sahel da Tunísia (1-1), admitiu a possibilidade do bicampeão nacional atingir a final da competição continental.

"O 1º de Agosto é uma equipa experiente e com um conjunto recheado de bons jogadores. Deve encarar os adversários com objectivo de lutar pelo triunfo. Apesar do empate e da derrota ainda está em condições de chegar a final, desde que haja determinação", reiterou.

Com este triunfo, o Mbabane Swallows de Swatini assumiu a liderança do grupo - D com quatro pontos, enquanto o 1º de Agosto se mantém com um ponto, igual que o Etoile Sahel da Tunísia e o Zesco United da Zâmbia, que, entretanto, jogam quarta-feira no complemento da ronda.