Angop - Agência de Notícias Angola Press

CHAN2008: "Internos" iniciam luta pelo título

12 Janeiro de 2018 | 17h05 - Desporto

Luanda - Com Angola a marcar a terceira presença, o Campeonato Africano das Nações para atletas que actuam nos respectivos países (CHAN'2018) inicia sábado, em Marrocos, com destaque para a ausência do detentor do troféu (RDC).

  • JOB - CAPITÃO DOS PALANCAS NEGRAS NO CHAN`2018

Parece ser já norma o campeão não conseguir o apuramento à fase final da edição seguinte para defender o seu troféu, com a excepção da própria República Democrática do Congo, que fê-lo em 2011, no Sudão, quando conquistou a primeira edição, em 2009, na Côte d’Ivoire.

A partir daí mais ninguém ousou à defesa do título. A Tunísia, vencedora da segunda edição (disputada no Sudão), falhou a prova da África do Sul (2014), ganha pela Líbia, que por sua vez também esteve ausente em 2016, no Rwanda.

O último vencedor, por ventura o campeão dos campeões desta mais nova prova do calendário da Confederação Africana de Futebol (CAF), não desfilará nesta quinta edição, a decorrer de 13 deste mês a 4 de Fevereiro.  

Marrocos, Mauritânia, Guiné Conacri, Sudão (grupo A), Côte d’Ivoire, Namíbia, Zâmbia, Uganda (B), Líbia, Guiné Equatorial, Nigéria, Rwanda (C), Angola, Burkina Faso, Camarões e Congo Brazzaville (D) são as 16 selecções que lutarão para o ceptro. 

Marrocos e Mauritânia darão o pontapé de saída do evento, às 19h30 (20:30 em Angola), no estádio Mohamamed, em Casablanca.

Os angolanos entram em cena apenas no dia 16, quando defrontarem os burkinabes, para a primeira jornada do grupo D.

A selecção é composta por Landu, JB, Rui, Vá, Almeida, Herenilson, Manguxi, Mira, Wilson, Job, To Carneiro, Nary, Moco, Mano Calesso, Medá, Lito, Gui, De Paizo, Caporal, Celso Barros, Chiló, Fofó e Paty.

Na sua estreia neste evento continental, Angola foi vice - campeã, em 2011, no Sudão. Na segunda participação no Rwanda'2016 foi eliminada na fase inicial.