Angop - Agência de Notícias Angola Press

TV Cabo faz terceira actualização de preços

16 Setembro de 2020 | 19h26 - Ciência e Tecnologia

Luanda - A TV Cabo, primeira rede de televisão por cabo integralmente digital em Angola, vai actualizar o tarifário dos seus serviços, a partir de 15 de Outubro.

Esta será a terceira actualização de preços praticados pela empresa, só no decurso deste ano.

A primeira ocorreu em Fevereiro e a segunda em Maio último. Em mensagem enviada aos clientes, a empresa justifica que a actualização dos preços tem respaldo no Instrutivo Nº 3/04, de 9 de Janeiro, que aprova o Regulamento de Preços dos Serviços de Telecomunicações, e no instrutivo nº3/30, de 27 de Abril, sobre a Actualização dos preços dos Serviços de Distribuição de Canais de TV por Assinaturas.

Segundo a TV Cabo, a partir de 15 de Outubro, o pacote mais barato (VIV XS) estará avaliado em 14.850 kwanzas, enquanto o mais caro (VIV BXXXL) passará a custar 119 mil e 550 kwanzas.

A propósito desta medida, Lourenço Texe, presidente da Associação Angolana dos Direitos do Consumidor (AADIC), disse à ANGOP, nesta quarta-feira, que vão trabalhar com o órgão regulador, para aferir a pertinência, oportunidade da alteração das tarifas e se a medida não viola as normas estabelecidas.

"Sempre que se verifique a prática destes actos, subida dos tarifários, deve haver intervenção do regulador, no caso o INACON, que faz a vigia dos preços destes serviços e avalia a percentagem do valor", expressou, sublinhando que cabe ao regulador pôr cobro e actuar, em caso de ser excessivo.

Disse que a AADIC tem vindo a acompanhar com bastante perplexidade, informações sobre esta alteração ao tarifário dos serviços de televisão, nos últimos meses.

"O facto de a subida das tarifas ser em muito pouco tempo, significa que a percentagem para alteração das mesmas, em vez de serem reduzidas e não terem impacto negativo na vida dos consumidores, acaba por ter grande influência no poder de aquisição destes e outros serviços”, conclui Lourenço Texe.

A TV Cabo Angola, criada em 2002, é um consórcio formado pela Angola Telecom e pelo grupo Visabeira de Portugal, detendo cada um 50 por cento de participação.