Angop - Agência de Notícias Angola Press

Angola abre Banco Postal

20 Março de 2017 | 14h42 - Ciência e Tecnologia

Luanda - Um Banco Postal é lançado terça-feira, em Luanda, para formalizar actividades comerciais e promover a criação sustentável de emprego no país - anunciou hoje à Angop o director nacional dos Serviços Postais, Walter Teixeira.

  • Ministério das telecomunicações, tutora das políticas postais no país
  • Director nacional dos Serviços Postais, Walter Teixeira
  • Edificio dos correios de Angola

O director valorizou o Banco Postal por ajudar a dinamizar a economia nacional através do fomento da inclusão financeira e da formalização de actividades comerciais.
 
Para Walter da Costa, o Banco Postal deverá  satisfazer as necessidades da população no que concerne a pagamentos de bens e serviços em uma única instituição.

Este serviço é mais um veículo de ligação entre cliente e instituição - explicou o director, adiantando que nas áreas remotas, onde não há bancos, evitará grandes deslocações dos necessitados desses serviços.

“Neste momento, a nível mundial, já se deixou de enviar cartas, surgindo a necessidade de actualização dos serviços. Logo, através do correio, o cidadão pode fazer tudo, desde o pagamento de contas de energia eléctrica, água, até aos seguros, funcionando como um quiosque” - apontou.

Salientou que os serviços postais podem ser desenvolvidos no país, desde o apoio aos correios de Angola, fazendo com que os outros promotores prestem seus serviços de forma mais célere.

O Banco Postal, parceria com a Empresa Nacional de Correios e Telégrafos de Angola,  ENSA Seguros de Angola, o Grupo ENSA - Participações e Investimentos, a EGM Capital e a C8 Capital, será um forte vector de inovação do sistema bancário e outros, ao apostar na criação de novas formas de servir o mercado e de novos produtos para as reais necessidades dos Clientes - referiu.

O Banco Postal terá a sua actuação como correspondente na prestação de serviços bancários básicos em áreas desprovidas de todo o território nacional e simultaneamente proporcionar acesso ao sistema financeiro.